quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Avatar Voz do Além

[#CPBR4] Sobrevivendo ao Primeiro Dia

 

110117-194606

Sendo anunciado como o maior evento tecnológico do Brasil, de cara, pelos números, a Campus Party faz por onde. São 6800 campuseiros inscritos, umas 4.500 barracas, inúmeras palestras e todo o tipo de gente estranha que se espera de um evento essencialmente geek. Mas logo de cara, o que se viu foi um massacre. Conversei com algumas pessoas que dizem ter chegado às 6h da manhã (do dia 16) e só conseguiram entrar às 19h. Pelas tuitadas de gente que está aqui no evento, e pelo que conversei com outras pessoas, 10 horas na fila de entrada foi a média de espera na entrada, o que me parece uma ausência total de organização e um descaso com os inscritos. Eu sei que eventos desse porte têm problemas, mas existem limites e esperar 10 horas praticamente à toa numa fila que não andava, pra mim parece a extrapolação desses limites.

Ano passado, com 6000 pessoas inscritas, a espera na fila não passou de duas horas no máximo dependendo do horário, o que me parece razoável. Motivos para um aumento desse tempo - com a evolução e a experiência da organização, esses números deveriam diminuir - podem ser encontrados. Um lugar bastante apertado que foi escolhido como portão de entrada - pelos fundos, o portão principal, bem mais amplo e que foi usado ano passado, virou o ponto de credenciamento dos VIPs e da imprensa - é um dos motivos. As filas se misturaram várias vezes e os voluntários que cuidavam delas simplesmente não sabiam como agir perante tanta bagunça.

Outro motivo foi uma espécie de parcialidade no trato às caravanas. Sem entrar no mérito se elas merecem tratamento especial no credenciamento ou não (e pra mim não merece, apesar de Eu participar de uma caravana pelo segundo ano seguido), se é pra fazer dessa forma, que façam de um jeito organizado. Se no ano passado a caravana simplesmente entrava na fila como qualquer um (claro, com aquelas soluções típicas, como uns guardando lugar pros outros), esse ano o diretor da caravana ia até um dos credenciadores, pegava o crachá de todos e entravam para o registro de equipamento. Várias caravanas se aglomeravam junto com a fila regular e creio ser esse tipo de bagunça da organização, aliada a um problema  técnico com o sistema de identificação dos inscritos que realmente originou a bagunça que o credenciamento se tornou daí pra frente.

 

fila1

fila2

Depois dessa primeira fila que testou os limites de sanidade de qualquer pessoa, outras duas filas tradicionais chegaram: a de cadastro de equipamento e a de barracas. A primeira foi bem ligeira e transcorreu sem problemas - ao menos no meu caso -, enquanto a segunda foi ainda mais rápida que a do ano passado, substituindo a revista de bolsas manual por revista com raio-X. Mas, ressaltando: a entrega da localização das barracas aos campuseiros continua bem desorganizada, com um fator de aleatoridade fortemente presente, com fortes brechas de segurança. Na abertura oficial do evento, a organização prometeu ao menos entregar os crachás dos inscritos via Correio, uma semana antes da abertura.

De resto, o dia transcorreu como um primeiro dia típico de Campus Party: todo o mundo morto (dessa vez mais ainda), caçando brindes e testando conexões. Logo no caminho das barracas, dois estandes de brindes realmente úteis. Um com um roupão do Banco do Brasil - muito confortável… dá vontade de dispensar as roupas e usar somente ele a semana inteira - e uma toalha da Pagseguro, que dessa vez realmente enxugava.

Após rever amigos da Campus Party do ano passado, arrumar uma mesa para o meu notebook, descobri a principal melhoria dessa edição: o local para o banho. Se ano passado éramos reféns de containers com o chão recheado de água de uns quatro banhos - e provavelmente urina de todos que chegaram a ligar o chuveiro -, esse ano fizeram espécies de cabines com chão emborrachado, que escoam a água de verdade. Além disso, os chuveiros possuem água quente com temperatura controlável. E o chuveiro ainda reservou outra surpresa agradável: era o único lugar da Campus Party que não tinha fila (até bebedouro às vezes tem fila aqui).

 

Esse ano resolvi ser um campuseiro roots e não trouxe colchão, lençol e nem travesseiro. Vim confiando nos puffs, que fizeram minha alegria ano passado. Os puffs diminuíram em quantidade, e esse ano praticamente só existem no estande conjunto da Telefônica e da Vivo. Resolvi dormir por ali, após fazer os tradicionais testes de conexão e as tuitadas clássicas.

Do nada começou a chegar uma enxurrada de tuits avisando que apareci no Jornal da Globo (junto com o Torto1, 2, 3 e 4, por exemplo), então lá fui Eu caçar um link da matéria. No fim das contas, descobri que não só aparecemos no Jornal da Globo (52 s), como também no Bom Dia Brasil (2:42). Nesse momento um imprevisto do tamanho do planeta rolou: a luz caiu - o motivo oficial teve a ver com um carro batendo num poste, o que sinceramente não me inspirou confiança! Até aí tudo bem, luzes de emergência se acenderam e a vida seguiu, mas como era de se esperar, a conexão caiu segundos depois (por volta das 2h50), justamente quando o bit.ly tava encurtando o link do vídeo da Globo que Eu ia postar no Twitter.

 

sonodoalem

Foto do Vinícius, aquele puto

Campus Party sem energia e sem internet não serve pra muita coisa, como foi fácil comprovar. A algazarra se seguiu por vários minutos, mas logo se acalmou, o povo tava esgotado até a morte. Recolho minhas coisas e vô pro estande da Vivo pra dormir. O problema foi o aparecimento de gente inconveniente que não tinha o  que fazer (Eu ia dizer nerds gordos boiolas que fizeram “montinho” várias vezes seguidas, mas ainda sou politicamente correto) e o barulho se instalou no local, transformando tudo num encontro de gralhas barulhentas. Mas o sono falou mais alto e lá pelas 5h meu dia terminou (e a luz só voltaria uns 40 minutos depois).

2 Comentaram...

Mauricio "O" Ultimate disse...

fala companheiro!!!

o Actions e comics é o maior site de scans do brasil, inclusive somos parceiros de banners. e de um tempo pra ca muita gente boa tb está dividindo "a banca" com a gente. sou um leitor compulsivo do nerd somos nosses e a gente ficaria muito honrado se vc aceitasse o convite para tb fazer parte do AeC postando com total independencia sempre que quiser e o que quiser.
aguardando retorno. abraços e parabéns pela cobertura da campus

Mauricio "O" Ultimate disse...

esqueci de postar o email de retorno...


ultimatepowerbr@gmail.com

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo