quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Avatar Voz do Além

Robôs do sexo. Ou a invenção mais ridícula da história da humanidade

 

image

Dougrlas Hines e sua Roxxxy

Não vou começar esse texto dizendo que tenho um certo problema com robôs. Isso vocês já conhecem. Mas digo que a coisa tá ficando feia. Primeiro foi a Roxxxy, inventada por Douglas Hines, uma robô que transa e até finge orgasmo (sem piadas, galera) que foi apresentada ao mundo em janeiro. Pela alegria esboçada pelo seu criador em algumas entrevistas que assisti, muito marmanjo deve ter comprado a sucata com fogo no rabo e cara de dona de creche.

Agora surge outro criador de robôs do sexo: Scott Maclean, que mostrou ao mundo Suzie Software e o Harry Harddrive (Eu sei, nomes infames), que segunda ele são uma evolução a Roxxxy. Parece que as propostas de compra já chovem pra cima de Maclean, que recebe pedidos de robôs parecidas com celebridades, o que ele recusa, pois precisaria da autorização desses.

Caso tenha se interessado, os robôs de Scott custam algo em torno de R$ 5 mil e a Roxxxy U$ 1499, dependendo do modelo. Os robôs Drive de Scott só não falam, pois simulam orgasmos, reagem a toques e possui um modo de operação classificado como selvagem, caso o acúmulo de energia esteja realmente alto.

Isso tudo me faz pensar até onde a humanidade tá chegando, mesmo sabendo que essas duas invenções não servem de parâmetro pra fundamentar uma crítica social completa. Creio ser esse tipo de invenção algo próximo do doentio, substituindo uma das únicas coisas que ainda nos aproxima dos mamíferos (fora o próprio ato de mamar) por algo mecânico - com o perdão do trocadilho. Alguns frescos vão dizer que robôs não têm TPM, não precisam receber ligações, presentes, não precisam cortar o cabelo, se depilar, não falam… bem, se alguém que pensa assim não tá disposto a conviver com uma mulher, que transe com um robô mesmo que vai estar satisfeito. Bom, mas no fim das contas acho é engraçado o nível de constrangimento de quem usa algo assim.

Veja abaixo uma matéria do Asylum sobre a Roxxxy… e francamente, não consigo pensar em coisa mais ridícula!

 

[Via Geek]

8 Comentaram...

Rogério disse...

Que isso voz do além? o senhor está sendo muito radical.
o que aconteceu com o viva e deixe viver?

Teilor disse...

Então, sendo sincero, eu teria medo de transar com um robô, ainda mais essa tal de Roxxxy que é feia pra c@ralho (ainda se fosse parecida com a número 6 de BsG...), mas acho que cada um tem o direito de fazer o que bem entende.

Se o cara quer transar com um robô tá no direito, melhor ser doentio com um robô do que com um ser vivo.

*Karina_Csi_investigation* disse...

Ridiculo é! Mas problema da pessoa que esta disposta a gastar tanto por algo tão futil.

Joelma Alves disse...

E eu q achava estranho pagar pra fazer sexo com pessoas... Depois qnd dizem q os robôs vão dominar o mundo, ngm acredita!

professorjorge disse...

Esse aí nunca bateu uma punheta. Qual a diferença entre transar com uma robô ou uma boneca e com sua mão, ô do alem?

FiliPêra disse...

@professorjorge...

A mão é grátis, e é uma mera preparação pra sexo de verdade, e não um escape pra velho!

williambarch disse...

Como disse o Teilor, a boneca é muito feia. Cientistas costumam acertar a parte funcional das máquinas, mas quem vai maquiar o produto é a equipe de marketing.
Sexo é puramente mecânico, tanto faz se feito com um parceiro real, uma boneca inflável ou um robô, é diferente do amor. Robôs não sentem, mas são capazes de imitar o humano direitinho, daí o artigo não me surpreender.
A ficção está repleta de robôs muito bonitos, como a Cameron de Sarah Connor's Chronicles, a cylon 6 de Battlestar Galactica ou até a ciborgue de Alliens 3, não precisa de uma boneca inflável com alguns acessórios adicionais como o da reportagem.

Wellington Fernando disse...

Confesso: essa boneca cibernética é baranga e esquisita. Mas se unirmos a tecnologia interativa da Roxxxy com a aparência quase humana das Real Dolls, teremos uma boneca sexual quase perfeita.
Acredito que num futuro próximo as amantes robóticas substituirão inteiramente o sexo com mulheres de carne e osso. Afinal, só sendo muito masoquista para aguentar tpm, brigas, ciúmes, greves de sexo e sogra. Já com uma boneca sexual o cara faz o que quiser, quando quiser e quantas vezes ele puder! Quer mais o quê???

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo