quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Avatar José Renato

Problemas da versão PT-BR de Starcraft II

 

image

Amigos nerds do NSN!

Bom, tenho algumas novidades para o pessoal ligado nos games. A primeira grande novidade que mandarei logo é uma resenha COMPLETA de Starcraft II. Isso mesmo, completa, com as partes single e multiplayer, já que consegui uma cópia original do game, cortesia da namorada (own...).

Infelizmente, o propósito deste post não é falar mil maravilhas da Blizzard. A empresa abriu (ou abrirá, não consegui achar uma notícia pra confirmar isso) um escritório aqui em terras tupiniquins, e como consequência, no dia 27 de julho, foi lançada uma versão de Starcraft II totalmente em português, incluindo todos os textos, dublagens, sincronia labial das cutscenes e tudo o mais.

Não quero falar mal da dublagem nem nada assim, afinal de contas, ela não está necessariamente ruim. De fato, até fazem sentido, como na fala do Marine ao ser treinado, “You want a piece of me, boy?”, que foi traduzida para “Tá afim de treta, moleque?”. Já algumas unidades tiveram seus nomes traduzidos de jeitos meio bizarros. Alguns exemplos são o Baneling que virou Tatu-Bomba, o Stalker que virou Tormento, e os Zealots que viraram FanáticUs (cus? CUS? FanátiCU de CU é rola), mas no total a dublagem e tradução não estão ruins, e devemos tirar o chapéu para a Blizzard por gastar mais grana com o nosso querido país.

Os problemas da tradução são coisas mais funcionais. O primeiro problema é que por algum motivo a Blizzard impediu os consumidores brasileiros de usarem o client (o programa do jogo) em inglês do game para entrar nos servidores Latino Americanos da Battle.Net. E o pior, a América Latina é a única região do mundo que não possui acesso à uma versão em inglês, seja a americana ou a britânica. Tá certo, quem quer jogar em português poder jogar em português, mas... hey Blizzard, nós temos filmes dublados e legendados há muito tempo! Não é todo mundo que quer perder o som original das dublagens, eu sei que não sou o único.

O outro grande problema da versão PT-BR é que todas as hotkeys foram trocadas de lugar. Elas não estão mais agrupadas perto das teclas E, W, Q, R, A, S, D, enfim, por ali. E algumas das habilidades estão mapeadas para a mesma tecla em certas unidades. Isso foi simplesmente ridículo da parte da Blizzard! E ainda bem que os coitados dos brasileiros sacaneados não podem jogar com os jogadores norte-americanos e coreanos. Seríamos trucidados porquê nossas hotkeys estão todas distantes. Por que colocar o atalho conforme a língua? Na versão americana a tecla “A” também não tem nada a ver com Marine, mas está lá por conveniência e facilidade de acesso. Desta maneira, a interface da versão brasileira fica um pouco comprometida.

Eu sei que vai ter um pessoal que vai ter um problema com esse meu post, já que um tópico lá no fórum da Battle.Net chegou a 42 páginas de gente se xingando sobre as vantagens e desvantagens dessa versão brasileira, e até cheguei a ver no Orkut um tópico dizendo “Vocês não são patriotas porquê não querem jogar em português, blá blá blá” que foi absurdo. Quero deixar claro que reconheço os esforços da Blizzard Entertainment em traduzir o jogo completamente para o português. Eu só gostaria que nos dessem a opção de usar o client em inglês, como todas as outras regiões do mundo.

Resolvi fazer essas reclamações fora da resenha de Starcraft II, pois nada disso diminui o nível de vício no qual me encontro. Não se preocupem, senhores, Starcraft II é bom. Assim que eu terminar a campanha, farei a resenha completa do game. Para quem tem a versão brasileira e quer jogar em inglês, recomendo que procurem no Google por “GSC Relocalizer v0.7”, um programinha feito por terceiros (gringos) que modifica uma instalação em inglês para jogar nos servidores brazucas. Infelizmente, esse programinha ainda não traduz totalmente o jogo, principalmente na campanha. Mas o multiplayer fica top e com as hotkeys perfeitas. E se alguém quiser trocar uma idéia e jogar umas partidas (ou tiver vontade de me encher de porrada no jogo) sinta-se à vontade para adicionar como amigo na Battle.Net, JRFSkrEEmeR, código 543.

Logo a resenha completa, fiquem ligados!

11 Comentaram...

MPauloS disse...

Cara, eu comprei a versão traduzida e estou muito feliz pela Blizzard resolver olhar um pouco mais para os jogadores brasileiros (claro que eles não estavam interessados em agradar e sim em agarrar um público maior), ver jogos dublados e traduzidos é um dos meus sonhos desde criança, a trudução ficou muito boa no meu ponto de vista, quando aos nomes (stalkers e outros) cara ia ter algum tipo de adaptação (a idéia não era o JOGO TODO TRADUZIDO?)quanto as hotkeys VOCÊ pode configurar do seu próprio gosto, quanto só jogarmos contra oponentes na America Latina, a Blizzard pretende formar campeonatos aqui para depois selecionar os melhores para o torneio mundial (algo assim), se não quiser jogar contra brasileiro compre a versão americana e pronto cara, o foda é quando fazem o que queremos e ainda ficam puto com isso (não o seu caso, já que você só colocou os pontos em que acredita serem negativos).

José Renato disse...

A crítica aqui na verdade não é quanto à traduzir o jogo completamente ou não. Quanto à qualidade das traduções, creio que Max Payne (2000) e Warcraft II (também da Blizzard, 1995) tem trabalhos tão bem feitos quanto este. A minha crítica é na verdade a falta de se ter uma opção de se jogar em inglês para o pessoal da América Latina, principalmente levando-se em consideração que é a única região do mundo que não tem uma versão original. Na minha opinião, não custava nada a Blizzard disponibilizar lá na Battle.net o client em inglês, como tem para todas as outras regiões. Esse que é o problema.

Ednaldo disse...

Comprei a versão em português, não vi nenhum problema com ela. A dublagem demora um pouco pra te cativar, mas se vc for com a mente isenta, logo vc nem liga e é muito melhor.

Ah, falo inglês fluente, mas não vi onde Starcraft ser em português estraga o jogo. Aliás, há milhares de jogadores que nao sabem inglês e iam ficar voando.

Achei válida a idéia de traduzir o jogo. Como não joguei a versão em inglês, não perdi nada com isso.

Sei lá, todo mundo reclama "Ah, isso tem lá e não vem pra cá, aquilo tem lá e não vem pra cá..." um dia eles trazem e "Ah, mas o daqui é pior do que o de lá...".

Não estou falando especificamente de vc, mas essa tendência de nunca estar satisfeito com o que temos no Brasil é o pior sinônimo de colonialismo cultural do mundo.

Pior, colonialismo cultural das classes que deveriam ser mais abertas...

Denis disse...

Pessoalmente não gostei da tradução, mas concordo com o José, a Blizzard teve uma excelente idéia em lançar ao game em pt-br. Entretanto, a falta de opção de troca de idioma durante ou após a instalação foi um p... chute no saco p/ aqueles que jogavam Starcraft desde a primeira versão.

Traduzir os nomes das tropas torna extremamente difícil entender o que é o que no jogo... "tatu-bomba" por exemplo, a tradução disso não fez o menor sentido!

José Renato disse...

@Denis

Sim, a reclamação realmente é a falta de opção. Porquê, sinceramente, se vai forçar a dublagem e a tradução pelas goelas dos brasileiros, que são os ÚNICOS DO MUNDO que não têm opção de jogar em inglês (e não, não dá pra mudar as hotkeys de construção de unidades e uso de habilidades) era melhor que nem tivesse traduzido.

MPauloS disse...

Caraca velho se você não gostaria de jogar em português poderia ter comprado a versão americana (digital no site da Blizzard) e seja feliz, não estou defendendo empresa nem porra nenhuma mas você não é obrigado a jogar em português, desde que foi lançado TODOS já tinham em mente como seria esse esquema de "trava" na battle net (todos que acompanhavam as notícias do jogo), agora ficar reclamando da tradação é piada, nego ta reclamando até do nome "tatu-bomba" e esquece que é apenas questão de tempo até se acostumar.

José Renato disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

JRFSkrEEmeR disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nic disse...

E eu gostaria que a Blizzard me deixasse jogar a versão em português com minha serial americana. :(

Ei cara, você está doido: O hotkey na versão americana também mudou, está igual para todas as linguas agora. Eles criaram um meio termo para todas as usar o mesmo em todas as versões.

José Renato disse...

@Nic

Não sei aonde. A versão americana continua igual, com as hotkeys perfeitas. A única coisa que foi anunciada (a ser feita no patch 1.1, que ainda não saiu) foi fazer a opção de alterar as hotkeys em qualquer versão. Por enquanto, ainda estou com a americana e as hotkeys são as mesmas.

Mizaru disse...

Desculpem os patriotas, mas tem piadas que não tem tradução e ponto final. O problema não é traduzir, é eu gastar uma grana com um jogo e não ter a opção de escutar o som original, FALTA DE OPÇÃO é o problema. E se o cara é gringo e mora aqui, faz o que ? Todo mundo jogou Starcraft 1, sabe o nome original das coisas, eu quero ver o nome original das coisas oras, quem não quer vai em opção e coloca PTBR e quem quer coloca ENG.

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo