sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Avatar Voz do Além

Iraquianos ruleiam Predator americano com shareware do Windows

 

predator-7

Teoricamente um avião que detona alvos sem piloto  - afinal, eles estão a milhares de quilômetros de distância - e custa a bagatela de 4,5 milhões de doletas deveria ter um sistema de comunicação ultra-seguro, daqueles de fazer suar bicas gente do naipe de um Kevin Mitnick da vida. É esse tipo de avião que os EUA usam para detonar os seguidores do finado Saddam, ou os amigos de Bin Laden em terras iraquianas (ou quem sabe, destruir as armas de destruição em massa que só eles sabem onde estão). 

Bem, teoricamente o sistema deveria ter essa segurança toda… mas na prática não é bem assim, já que alguns iraquianos conseguiram interceptar transmissões de vídeo de alguns Predator usando um shareware simples de 26 dólares chamado SkyGrabber, da empresa russa SkySoftware. Ele basicamente é um um software para sugar transmissões de satélite, bastando a obtenção de certos dados, como a ID dos pacotes transmitidos e o código dos transponders, bem como a utilização de uma antena parabólica.

Num artefato militar, tais dados deveriam ser estritamente secretos, mas pelo visto não é assim que rola em batalhas reais, já que barbudos sem dinheiro dificilmente poderiam subornar os gordos e abastados oficiais americanos para conseguir essas informações. Então, a resposta pode ser só uma: tais dados estavam expostos e foram obtidos na raça. A ironia disso tudo, é que uma simples encriptação ia tornar muito difícil fazer isso, ou mesmo impossível!

Mas calma, ainda piora. Altos oficiais da defesa americana resolveram falar, e disseram que interceptações do tipo ocorrem com certa frequência (e essa é efetivamente a primeira vez que conseguiram descobrir mais ou menos na hora. Das outras vezes, foi só por causa de vídeos em laptops de iraquianos), fora que eles não estão totalmente certos se esses guerrilheiros teriam capacidade de assumir o controle de alguns Predators e encher as bases americanas de mísseis teleguiados, ficando apenas na dúvida.

Quer que piore ainda mais? Vamos lá: os militares têm conhecimento dessa falha há 10 ANOS, desde a Guerra da Bósnia, e nunca arrumaram um mísero programa de criptografia (qualquer laptop tem, e GRÁTIS, pelo amor de Deus) pra dar conta do recado. E uma série de relatórios já foram feitos, apontando o problema, e praticamente nada foi feito, com os militares confiando apenas na frequência de transmissão de seus dados. Sim, economizaram dinheiro por terem a certeza que os inimigos americanos do Oriente Médio e da Ásia Central não têm a inteligência pra invadir seus sistemas seguros pelas coxas. Fora que todo esse lance dos UAV americanos não operarem com criptografia é público.

Agora, a idéia dos militantes do Iraque deve ser tocar a zona no sistema automatizado de guerra americano. Afinal, se é possível interceptar dados, provavelmente é possível enviar dados, sendo necessário apenas a obtenção de um equipamento melhor. Se isso efetivamente rolar, teremos dois cenários: fogo amigo nos americanos, ou o fim do uso dos Predators, já que dificilmente poderia-se confirmar ordens enviadas aos pilotos (claro, há uma terceira opção: CRIPTOGRAFIA, mas essa, pelo visto, foi descartada).

Mas, mesmo que eles não consigam ir tão longe, “sentando” no cockpit de um Predator, essas informações interceptadas dão inúmeras vantagens a eles, como o fim do elemento surpresa, além de deixar inimigos saberem quais lugares receberão mísseis bem antes da hora. Tudo isso é preocupante para um país que pensa em automatizar a guerra ao nível máximo (eu ainda continuo dizendo: NÃO confie em robôs, principalmente os tão facilmente ludibriados), e abre a possibilidade de tomar fogo amigo como nunca antes (com certeza existem hackers melhores em certos países inimigos dos EUA do que no Iraque).

Parece que algumas medidas já estão sendo tomadas pelo governo Obama, mas ainda está longe do ideal. Estamos falando de um sistema de transmissão de mais de 10 anos e criptografar tudo pode levar mais tempo do que se espera, e envolve trocar diversos equipamentos realmente velhos para os padrões da informática. De acordo com o tenente-general David Deptula, que supervisiona o programa de aviação não-tripulada da Força Aérea, novos UAV já saem de fábricas com um sofisticado sistema de transmissão e recepção de dados, quase impossíveis de se interceptar. Bom, eu não estou convencido disso, e pelo visto, os iraquianos também não!

Detalhe: coisas como essa não ocorrem apenas no Iraque. Já rolaram casos similares no Afeganistão!

Detalhe [2]: é claro que os EUA usaram o caso para cutucar outro inimigo, dizendo que é o Irá que fornece dinheiro e equipamento para esses militantes geeks.

Detalhe [3]: antes que me chamem de pró-EUA, aviso que o texto está carregado de ironia.

 

[Via Danger Room e Wall Street Journal]

5 Comentaram...

Mr.Pop disse...

O Pragrama Espacial Americano e a Nasa, gastaram aproximadamente 10 milhões de dólares pra desenvolver uma caneta que funcionasse na gravidade zero. Os russos usavam lápis...

Thiago Fernando disse...

O que me deixa fudido é que ainda acusam um outro pais inimigo de financiar.

Fernando Busch disse...

Há possibilidade de eles fingirem estarem sendo hackeados para liberar dados fakes... tudo isso pra mim é engodo.

Atrás dos fatos moram muito planejamento.. e atras dos planos existem outros.. e outros..

não há lado correto nessa bagunça.
há muita estratégia pra ludibriar as frontes...

Acontece que.. dar uma chance para o pais inimigo ferrar com tudo é uma estratégia.. pra justamente usar isso contra ele, com mais força ainda..

isso além de fazer pirar a opinião publica que fica divagando..

(como esse post)

somos todos palhaços, resumindo, diante de tudo.

:)

M7 disse...

Também me questiono- Essa é de fato a Indústria militar do complexo militar mais poderoso do planeta? Ou isso é de fato irrelevante ou intencional? Não me parece que esse tipo de " negligência" tão grosseira fosse passar sem punição assim tão fácil. Embora os relatórios ingleses sobre a guerra do Iraque estejam de fato surpreendendo pela inépcia na logística para essa guerra. Mas isso não é logística de burocratas. Não sei. Só sei que em qualquer guerra, toda a humanidade perde. E perde exatamente o que tem de melhor.

Anônimo disse...

A burocracia desorganizada mata estados! Tem muita coisa errada q ñ é concertada com a devida urgência pq tem q passar por trocentas pessoas q ganham salários altos, mas ñ fazem valer o q ganham! Mas em si a estrutura administrativa estatal tende a ser ineficiente, isso é valido para todos os países. Agora a coisa fica muito pior no caso de forças armadas, afinal os militares tem uma tendência exagerada em burocratizar excessivamente tudo! Então ocorrem muitos erros como este, também existem problemas clássicos como a ineficiência da blindagem do Bradley, da total falta de proteção dos HUMMVES(jipes militares) sem os pacotes de blindagem pós invasão do Iraque, do M-16 falhando na Guerra do Vietnã qnd lançado, e por aí vai!
Agora, uma coisa é vc interceptar dados, como é o caso, ñ necessariamente vc consegue entender qual o ovjetivo da missão do Predator. Vc só consegue ver o q ele está filmando. Qnd vc ver q ele vai te atacar provavelmente já será muito tarde! Misseis podem se deslocar em velocidades Mach 3-6, vida real, ñ é filme, ñ da pra fugir fácil disso!
Podemos interceptar dados de audio e video circulando como vemos TV e ouvimos o rádio, basta termos o equipamento de recepção adequado. Agora invadir o sistema é outra coisa muito mais complexa! Ñ descarto a possibilidade de conseguirem invadir o sistema do Predator, mas teria q ter um aparato bem melhor para isso além de um conhecimento técnico considerável. Os militares temem UAV e similares por causa disso, então ñ da pra achar q eles seria tão facilmente hackeados. Receptar um video q tá sendo transmitido abertamente ñ é hack! E de longe o Predator ñ é o UAV mais avançado, nem o q tem mais futuro nas forças armadas americanas. A anos eles tem outros modelos melhores, só q menos difundidos por causa do preço e além disso eles estão fazendo inúmeras pesquisas para mini UAVs q seriam mais eficientes e baratos, com os devidos cuidados! O Predator é praticamente um "concept UAV" q foi adotado por necessidade e facilidade além de um provável eficiente lobby político no Capitólio!

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo