quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Avatar Felipe

Avatar - 3D

  avatar_92

Desde que foi anunciado, Avatar provocou um alvoroço na indústria do cinema, afinal, o diretor James Cameron passou 10 anos desenvolvendo a tecnologia necessária para contar a história, gastando mais de 400 milhões de dólares no processo. Isso sem contar que seria o primeiro filme de ficção de Cameron desde o mega sucesso de bilheteria Titanic. E o resultado disso tudo é embasbacante, pelo menos no que se refere ao visual do filme. Infelizmente, a história não é lá grande coisa, qualquer pessoa que assiste muitos filmes já sabia o final de Avatar só de ver os trailers.

Tudo começa quando o soldado Jake Sully (Sam Worthington) chega ao planeta Pandora e acaba recebendo a missão de se infiltrar entre os Na' Vi, a raça inteligente do planeta, que lembram os indígenas da Terra. Jake tem que ganhar a confiança deles para que os humanos consigam explorar a região onde as criaturas vivem e extrair o unobtainium, uma substância extremamente valiosa. Daí pra frente já é tudo previsível, você sabe que o soldado humano vai acabar se apegando à cultura local e lutando ao lado deles. O que faz o ingresso valer a pena mesmo são os efeitos especiais e o mundo criado por James Cameron.

Pandora é basicamente um planeta floresta, não existem estruturas tecnológicas, e é impressionante como, apesar da aparência alienígena, todo aquele ecossistema parece realmente existir. Quando algum humano interage com o local, você nem lembra que na verdade o ator está atuando em um fundo verde, tamanha é a perfeição dos cenários. Mas é quando os Na' Vi aparecem na tela que percebemos que os 10 anos que Cameron passou desenvolvendo suas tecnologias valeram a pena. A tecnologia de captura de movimentos e das feições dos atores é de cair o queixo. Mesmo com três metros de altura, braços longos e pele azul, é possível reconhecer cada ator que emprestou seu rosto para os Na' Vi ou para os avatares. A movimentação das criaturas é muito natural, não dá aquela sensação de que você está vendo um boneco na tela. Quando um Na' Vi encontra com um humano então, temos a certeza de que essa raça de seres azuis realmente existem.

 

avatar_47

A preocupação de Cameron em querer mostrar o mundo que ele criou fica clara no modo como a história se desenvolve. Com mais de duas horas e meia de duração, Avatar tem um ritmo lento, não apenas para desenvolver os personagens e suas motivações, mas principalmente para mostrar toda a beleza de Pandora. O problema desse ritmo lento é que algumas partes se tornaram realmente chatas. Eu quase dormi quando começou toda aquela cantoria psicodélica dos Na' Vi. Quem for ao cinema esperando um filme de ação do começo ao fim, pode esquecer. A maior parte do longa metragem é sobre Jake Sully aprendendo os costumes Na' Vi, enquanto Cameron mostra como Pandora é bonito e como a tecnologia que ele criou é impressionante. A ação mesmo foi deixada para a parte final do filme.

Outra coisa que fica clara em Avatar é a crítica à sociedade moderna e ao modo como nós cuidamos do planeta, principalmente quando um dos personagens diz que, ao contrário de Pandora, não existem mais florestas na Terra. E é impossível não fazer uma comparação com os humanos atrás de unobtainium e os EUA invadindo o Iraque em busca de Petróleo.

Ao final do filme, fiquei com a sensação de que poderia ter sido bem melhor. O filme é divertido e tal, mas não saí do cinema falando “nossa, que foda, quero assistir de novo” (eu assisti Dark Knight três vezes no cinema), só devo assistir novamente quando sair em DVD. Nem o 3D do filme eu achei tão sensacional assim, mas provavelmente no IMAX deve ser mais impressionante. James Cameron bem que podia ter se dedicado um pouco mais à história e não apenas à tecnologia. Basta lembrar de Matrix que, em 1999, revolucionou os efeitos especiais da época e ainda contou uma história sensacional (que foi estragada com os outros dois filmes).

 

 avatar_86

avatar_88

PS: Uma coisa que achei engraçada foi a quantidade de pessoas que foram assistir Avatar achando que fosse a adaptação daquele desenho animado. E não eram apenas crianças, tinha muito marmanjo não entendendo nada no meio do filme.

PPS: Como o blog vai entrar de férias, feliz natal pra todos, bom ano novo e todo aquele blábláblá que todo mundo diz no final do ano.

 

Avatar (EUA, 2009)

Diretor: James Cameron

Duração: 162 min

Nota: 8,5

14 Comentaram...

Anônimo disse...

Uma coisa que achei engraçada foi a quantidade de pessoas que foram assistir Avatar achando que fosse a adaptação daquele desenho animado. E não eram apenas crianças, tinha muito marmanjo não entendendo nada no meio do filme. [2]

Não os culpo, já que um filme do Avatar(desenho) estava sendo produzido no mesmo periodo que esse, e até mesmo eu me confundi,mas fui ao filme sabendo o que ia assistir.

Anônimo disse...

na real?
eu nao sei nem que eu estou fasendo aki

Sanderley Vitalino disse...

O roteiro talves não seja lá um explendor, mais a história é bela e muito tocante. O fato do filme parecer meio um documentario, narrado por Jake Sully, é o fato deque é por causa do orçamento do filme, o filme poderia ter mais de 4 horas e contar a história cinematográficamente, sem narrações e tal. Sinto tanto pelo orçamento ter feito isso com o roteiro.
Mais você falar "Nem o 3D do filme eu achei tão sensacional assim", nossa você deve ter visto outro filme, só pode. Por que esse 3D é perfeito, de uma realidade superiro a qualquer bosta de 3D já visto por ai.
É incrível! Já assisti 3 vezes e irei voltar mais.

Anônimo disse...

faser com s, é analfabeto é?
dark knight o que nerdão, tem que saber apreciar o que não é só ação.
ponto pro filme =]

Felipe Storino disse...

Para o Anônimo que disse:
"dark knight o que nerdão, tem que saber apreciar o que não é só ação.
ponto pro filme =]"

Se vc achou Dark Knight só ação você não viu o mesmo filme que eu. O filme tem muita ação sim, mas a história é sensacional e varre o chão com Avatar nesse quesito.

Lyn disse...

Eu não assisti no IMax, então não sei se tem uma diferença tão fantástica não. Mas de fato a estória é bem simplória e o trabalho 3D em si, não achei tão incrível não, mas as cores são bem escolhidas, um colorido muito bonito.

A tecnologia 3D chegou no ponto no que diz a cenários. O real e o 3D se confundem. Mas em personagens ainda deixa a desejar. Os Na'Vi (eu os achei muito paracidos aos Elfos de Final Fantasy XI) tem a pele muito artificial, este é o problema na maioria dos personagens 3D, parecem que estão embebidos em óleo Johnson&Johnson. É estranho!

O filme é bom... mas só!

Anônimo disse...

Anônimo disse...

quando as pessoas vem reclamar de um roteiro “simples” – para não dizer outros xingamentos que tenho visto nos comentários por aqui – lembrem-se que é um texto que tem que ser acessível a todos e que por um lado ou por outro, faz uma crítica severa a política internacional americana, tanto na questão ecológica quanto militar. Uma mensagem dessa atingir bilhões de pessoas no mundo, não é um feito sem mérito… Seja seu roteiro simples ou complexo.
tem pessoas que não gosta do matrix e nem Dark Knight. a historia do avatar tinha que ser simples mesmo para atingir um publico maior. até um burro entende o roteiro.

Diego Santista disse...

O filme foi, é e sempre será um dos melhores da história. Para os críticos de plantão, tentem fazer melhor!
Show em efeitos especiais, o roteiro é ótimo... e tem até mensagem subliminar sobre o HOMEM... ganancioso pelo dinheiro, acabam esquecendo da natureza, que não tem preço... a natureza é a maior riqueza que o ser humano tem!

Anônimo disse...

Mensagem subliminar sobre o Homem? hein? rs rs rs de subliminar so se foraum os Navis hsuahsuahs...pq tava muito na cara isso do homem e a natureza.

Diego Santista disse...

Quando eu digo "MENSAGEM SUBLIMINAR", é uma mensagem que o autor não deixa explícito, mas é subentendido, com as consequência dos acontecimentos, da guerra... por isso que eu disse "MENSAGEM SUBLIMINAR". É óbvio que todos nós sabemos o que o homem vem fazendo com a natureza... mas infelizmente tem pessoas que não dão a mínima.

Anônimo disse...

fala serio...Avatar eh o melhor filme q eu jah assisti...

Ana Leo disse...

Entrei aqui pra ler se mais alguém tinha tido a mesma impressão que eu sobre o filme e, embora alguns concordem comigo que é um dos filmes mais fantásticos dos últimos tempos, nenhum de vcs se atentou para o fato mais importante do filme: O Brasil é Pandora!

Ou vcs acham que existe um outro país que é tão grande e tenha tanta floresta amazônica quanto nós? E o NOSSO petróleo, nosso pré-sal? E o fato dos americanos pensarem realmente que somos selvagens, e se eles não vierem bem avisados pra cá, correm o risco de serem assaltados, violentados, mortos!

Vcs entendem muito de computadores e games, mas deviam estudar um pouco mais sobre a flora brasileira, nosso clima e floresta tropical são únicos! Eles não tem nada disso lá! E é por isso que vcs não se impressionaram, vcs estão acostumados com essa floresta, um pouco mais fantasiosa, mas com cachoeiras iguais às que a gente vê a caminho da praia!

É claro que para eles somos um tesouro selvagem! Somos um outro planeta! Claro que na cabeça deles não tá muito claro como nossos índios de vestem, cantam etc...só entrando aqui e convivendo com a gente que o cameron poderia saber, mas não deixa de ser sedutor o fato de termos uma conecção tão forte com a natureza!

Até as montanhas suspensas se chamam Aleluia!

Ai gente, me desculpem os desavisados mas Avatar é um filme épico, um divisor de águas, não só pelo lado (incrível) visual e 3D, pela influência subliminar na moda e nas artes (ou vcs não repararam que tudo agora é fluorescente?) mas por falar de nós! Que temos que acordar pra vida, pois o mundo realmente tá em guerra, o planeta está se revoltando contra a exploração humana, o clima tá de ponta cabeça e nós temos um tesouro, temos água, temos a maior floresta tropical do planeta e ainda temos petroleo embaixo da gente!

Imaginem a cabeça de uma criança que assiste esse filme, 3D? Pra eles isso realmente aconteceu! E acontece! Não precisa ir muito longe dos grandes centros pra ver que existe ainda muito brasileiro Navi, vivendo de um jeito bem natural, cultivando a terra, olhando o por do sol, dormindo na rede!

Não precisa ser índio não! Há um pouco mais de 500 anos o que vcs acham que aconteceu aqui? Homens vestidos chegando pelo mar, matando todo mundo, obrigando a gente a aprender a lingua deles...


Saiam um pouco da frente de seus macs, parem um pouco de criticar o povo do céu, e vão conhecer a sua própria cultura, acho que temos muito a ganhar com isso!!!

Anônimo disse...

Apoiado Ana!
Tinha que ser minha xará mesmo! ^_^

Enquanto estava lendo todos os comentários acima (antes de chegar ao seu) eu fiquei pasma de não achar uma simples frase que correlacionasse o passado de nosso país com o filme.

Fiquei contente de não ter sido a única a notar não só a msg bela que o filme passa, mas tb o alerta que ele nos proporciona!

Marcelo disse...

PELO JEITO VOCÊ QUER UM "E O VENTO LEVOU 3D " Uhauhauhauh...Mania de dizer que não tem conteúdo, que o filme não é denso, e blá blá blá...Esse discursinho piegas eu já cansei de ouvir na escola de Belas Artes...Todos querem ser Stanley Kubrick !!! Detalhe, acho que o Stanley ia amar o filme...e se fosse ele que tivesse feito (caso estivesse vivo)ia ter um monte de Nerd babando ...

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo