segunda-feira, 30 de março de 2009

Os Verdadeiros Contos De Fada

411px-little-red-riding-hood-project-gutenberg-etext-19993 

Leitores do NSN, a história é a seguinte: Era uma vez um blogueiro chamado Voz do Além que fez esse post falando sobre mensagens subliminares nos desenhos da Disney; foi o maior rebuliço com gente falando que isso era mentira, outros falando que a Disney é do diabo e coisa e tal. Algum tempo depois, eu fiz uma série de posts com versões "turbinadas" das garotas dos saudosos desenhos da nossa infância. No meio deles estavam as princesas da Disney, e adivinhem: mais escrotização! Falaram que eu sou pervertido, tarado, pedófilo, necrófilo e outras coisas que prefiro não citar.

Mais pra frente ainda, o Voz do Além, pra acabar com o rebuliço em torno da Disney, fez esse post "provando" que mensagens subliminares (as da Disney inclusas) realmente funcionam. Mais uma vez tivemos certa polêmica, então, para finalizar de vez com o assunto Disney, criei esse post sobre a origem dos contos de fadas usados como base para os desenhos da Disney. Sim queridos leitores, aqueles contos bonitinhos, fofinhos e meiginhos que começam com "era uma vez" e terminam com "viveram felizes para sempre" têm em sua origem uma alta dose de putaria e sanguinolência. Coisas como pedofilia, incesto, mutilação e canibalismo eram bem naturais naquela época, então, abram suas mentes, e se preparem para nunca mais lembrarem da Cinderela, Bela Adormecida e Branca de Neve do mesmo jeito.

Chapeuzinho Vermelho

3dore

A história atual todos nós conhecemos: chapeuzinho vermelho, lobo mau, vovozinha e lenhador... Não preciso explicar certo!? Mas, na história original o lenhador não existe, na verdade a chapeuzinho e sua vovó são devoradas e pronto, parou por ai, nada de final feliz aqui.

Em outra versão ainda mais antiga, a chapeuzinho faz um strip-tease pro lobo (que as vezes era representado por um lobisomem ou um ogro) para assim poder fugir enquanto ele esta "distraído". Existe ainda uma versão mais bizarra ainda da história, onde o lobo estripa a vovó e obriga a chapeuzinho a jantá-la com ele. A chapeuzinho, que não é besta, diz que precisa ir ao banheiro (que naquela época ficava do lado de fora das casas) e fugia. Percebam que, em todas as versões que citei, o lobo sempre se dá bem no final, de uma forma ou de outra.

Branca de neve

gobledwarf

Na história original da Branca de Neve, a "madrasta malvada" (que em algumas versões não é madrasta e sim sua mãe original) não cai de um penhasco como é mostrado no final do filme da Disney. Ela na verdade é forçada a vestir sapatos de ferro em brasa e dançar até cair morta. Outra bizarrice nessa história é a idade da branca de neve. Na versão dos Irmãos Grimm ela tem apenas sete anos, ou seja, príncipes pedófilos eram normais naquela época. E ao invés de dar um "beijo de amor", o principie carrega o CORPO MORTO (ou adormecido, se vocês quiserem) da branca de neve para seu palácio, para que assim ela estivesse sempre com ele (isso pode ser considerado um tipo de necrofilia?). Depois de algum tempo, um de seus servos, cansado de ter que carregar um caixão de um lado pro outro, resolve descontar suas frustrações dando uma baita SURRA na branca de neve. Um dos golpes desferidos no estômago faz com que ela vomite a maçã envenenada e assim volte à vida.
Mas de todas as mudanças feitas através dos anos, a mais sangrenta foi em relação ao coração da Branca de Neve. Nas histórias mais antigas a rainha não pedia ao caçador para trazer só ele. Ela queria também outros órgãos principais como pulmão, fígado etc... fora isso ela também queria um jarro com seu sangue (acho que o caçador precisou mais que um cervo pra resolver isso). Vocês devem estar perguntando: "pra que tudo isso?". Simples, ela queria JANTAR a branca de neve! Bizarro não!?

A Bela Adormecida

burne4rosebower

Essa sim tem um passado bizarro. Nas primeiras versões, ao invés de espetar o dedo numa agulha e cair desacordada, a bela adormecida tinha uma "farpa" encravada debaixo da unha. Parece uma mudança pequena, mas ela nos leva ao ponto que realmente importa. Nessa mesma versão, o príncipe não é tão encantado assim, e resolve, digamos... se satisfazer na bela ainda adormecida. Depois de satisfeito, ele simplesmente vai embora (o Budd do Kill Bill não foi tão inteligente e acabou morto). Nove meses depois, a adormecida dá luz a gêmeos que, em busca de leite acabam acidentalmente chupando o dedo dela, retirando assim a farpa amaldiçoada.

E a coisa não para por ai, o príncipe que a engravidou (estuprou) continuou voltando (se é que vocês me entendem) durante os nove meses. Quando ele chegou lá e encontrou a bela, já não mais adormecida e com duas crianças, ele decidiu se casar com ela (pelo menos isso, né?), mas ele não poderia levá-la ao seu castelo, pois sua mãe era uma OGRA! (o feminino de ogro é ogra?) que tinha o habito de comer qualquer criança que aparecesse em seu caminho.

Por isso ele esperou alguns anos até que seu pai morresse e ele virasse rei para aí então poder levar sua mulher para seu reino. E assim aconteceu, mas na primeira viagem que ele fez, sua mãe ogra resolveu fazer o que todo ogro tem que fazer: comer seus dois netos, e não satisfeita, também sua nora. Mas, com a ajuda do cozinheiro a bela acordada conseguiu se esconder até o retorno de seu marido (rei “half-ogro”), que quando ficou sabendo dos planos de sua mãe (ogra) mandou mata-la. Bunito né!?

Em outras versões, o príncipe na verdade já era rei, e a mãe ogra era a esposa do rei, o resto é bem parecido. A esposa ciumenta quer, como vingança, comer (no sentido alimentício) os dois filhos bastardos do rei, mas acaba sendo descoberta e é queimada viva numa fogueira. Moral da história, se você encontrar uma mulher desmaiada num bosque, se divirta e não volte nunca mais; ou, se você for uma ogra, não tente comer seus netos; ou ainda, se vocês for uma mulher adormecida no meio do bosque, use cinto de castidade, ou ainda, não espete seu dedo numa agulha amaldiçoada!

Eu podia ficar nisso o resto da semana...

Cinderela

prinsepcindyfull

Esse é um dos contos de fadas mais antigos já registrados, e com a maior quantidade de variações também (+ou-700). Algumas versões envolvendo um peixe gigante no lugar da fada madrinha datam de 850AD! Em outras histórias a fada madrinha é na verdade uma árvore que nasce sobre o túmulo da mãe da Cinderela.

Uma das modificações mais brutais ocorre no momento em que as irmãs malvadas tentam calçar os sapatos de cristal para enganar o príncipe, numa versão bem bizarra da história, uma delas CORTA fora seus dedos do pé para vestir o sapatinho e assim enganar o príncipe. Mas ela é desmascarada pelos pássaros amigos da Cinderela, que mostram ao príncipe o sangue escorrendo pelos sapatinhos, e depois, como vingança, arrancam os olhos das duas irmãs que terminam suas vidas cegas e mancas.

Há ainda uma outra versão (na verdade, ela é tão diferente que alguns nem a consideram como uma versão e sim um tipo de CINDERELLA ORIGINS) onde a cinderela era filha de um rei viúvo (algumas vezes a própria Cinderela foi quem matou a mãe) que jurou nunca mais se casar, a não ser que encontre uma mulher tão bela quanto a falecida esposa, que tivesse os cabelos cor de ouro, e que conseguisse calçar os mesmos sapatos da finada (fetiche por pés sacou!?). Acaba que sua filha (cinderela) preenche todos os requisitos, como 2 e 2 são 4, nada mais lógico que ele se casar com a própria filha.

Ela, por sua vez, na tentativa de fugir do casamento com seu próprio pai velho, barrigudo e incestuoso, foge pelo mar num armário de madeira (eu também achei estranho mais fazer o que, os caras eram criativos oras), no final ela consegue fugir, mas acaba do outro lado do mundo trabalhando como escrava na casa das irmãs malvadas, e daí pra frente começa a historia que vocês conhecem.

João e Maria

betts_hansel1 

Essa por si só já é assustadora, afinal, um pai que larga os filhos na floresta para morrer de fome não é lá o tipo de coisa que se lê para crianças certo!? Mas, numa versão mais antiga, a madrasta má, que pressiona o marido a lagar seus filhos na floresta, e a bruxa má são a mesma pessoa. Achei isso bem esquisito, mas as duas personagens tem personalidade bem similar. Outra alteração feita durante os anos foi com relação à própria bruxa que, em certa versão da história, na verdade é um casal de demônios, e ao invés de cozinhar João, eles querem estripa-lo num cavalete de madeira.

Quando o demônio "macho" sai para uma caminhada, a "demônia" manda Maria ajudar João a subir no cavalete, assim, quando seu marido voltar, tudo já estaria preparado. A esperta Maria finge não saber como colocar João deitado e pede para a "demônia" mostrar como se faz. Quando ela deita no cavalete, João e Maria a amarram ela e rapidamente cortam sua garganta. Depois fogem levando o dinheiro e a carroça do pobre casal de demônios.

O Flautista de Hamelin

pied_piper-796398

Nessa historia, um tocador de flautas mágico é contratado por uma cidade para livra-la de uma infestação de ratos. Ele cumpre seu papel, mas quando volta para receber seu tão suado dinheirinho, a cidade se recusa a pagar. Daí, como vingança, ele usa os poderes de sua flauta para raptar todas as crianças da cidade e só as devolve após receber seu pagamento. Até aqui tudo bonito, mensagem positiva e uma moral no fim da historia. Mas, o conto original não é bem assim, nele, o encantador não devolve as crianças depois de receber da relutante cidade. Na verdade ele faz com que elas todas se afoguem num rio. E, em algumas versões ainda mais antigas, há referencias a pedofilia em massa dentro de uma caverna escura.

A pequena sereia

waterhousemermaid

A grande diferença nesse conto está em seu final. Ao invés de se casar com o príncipe e viver feliz para sempre, a pequena sereia na verdade é abandonada por ele logo após ela beber a poção mágica que lhe transforma em mulher. Mas, como tudo tem seu preço, a poção tem um pequeno efeito colateral: durante o resto de sua vida a pequena ex-sereia iria sentir uma dor tremenda nos pés, como se eles estivesse pisando constantemente em facas. Vendo a traição, alguém (juro que não consegui descobrir quem) oferece um punhal para que ela tenha sua vingança. Mas, ao invés disso, ela pula no mar e "morre" se dissolvendo em espuma. Bom, comparado com a chapeuzinho vermelho, essa é até bem tranqüila.

Para compor esse texto, e usei MUITAS fontes diferentes na internet, tantas que não poderei citar todas aqui (até porque nem lembro todas), mas vou deixar as três principais onde vocês poderão ler cada conto (coisa que eu estou fazendo) e conhecer um pouco mais sobre o assunto.

aqui vocês encontraram vários contos de fadas diferentes, o problema e que estão todos em inglês.
http://www.pitt.edu/~dash/grimmtales.html

Esse site é excelente, tem tudo sobre contos de fadas, sua origem, adaptações, e outras coisas legais, dêem uma olhada no FAQ dele que tem mais coisas sobre as versões sinistras dos contos de fadas, mais uma vez, todo em inglês.
http://www.surlalunefairytales.com/index.html

Creio eu que esse dispensa apresentações correto!?
http://jovemnerd.ig.com.br/nerdcast/nerdcast-66-era-uma-vez-um-nerdcast/

É NOZES!

412 Comentaram...

«Mais antigas   ‹Antigas   1 – 200 de 412   Recentes›   Mais recentes»
Ana Recalde disse...

Bruner, cada vez seus post estão melhores!!! Putz cara, parabéns pelo seu texto, que além de bem escrito ainda está interessante e com conteúdo. Belo trabalho de pesquisa!

Orelha ® disse...

lol eu já sabia disso e minha versão original favorita é Alice no pais das maravilhas, aquilo sim é que historia xD

armazemfm disse...

Estes são bons exemplos de como o tempo pioram as coisas

Bonaldi disse...

Tive uma matéria na facu em q a gente procurou os originais dessas histórias, é muito foda !! Elas serviam como lição de moral e aviso às crianças - também pudera !!
Muito bom o post !!

Rafaela Freitas disse...

Não entendi a relação do principio dos contos de fadas com mensagens subliminares da Disney ( que por acaso acho ridiculo...gente desocupada que adora procurar penis e tudo.)

Julgar essas histórias não tem cabimento. São bizarras? Pra nossa atual concepção pode até ser, mas as pessoas esquecem que na era medieval as coisas eram completamente diferentes. A infancia como conhecemos não existia. As crianças eram como "mini adultos", não eram tratados ou criados como crianças como fazemos hoje em dia. A relação deles com a morte e com coisas macabras eram bem diferentes. Era uma época em que o paganismo e seus rituais ainda estavam misturados com a cultura cristã...Acho que pra poder compreender essas histórias e suas mensagens é preciso antes entender aquele período. Ler e se chocar por ser diferente dos contos de fadas que vemos hoje acho sem sentido. E agradeço MUITO por ter assistido essas histórias na versão da Disney. Eram lindas, mágicas...Embora as pessoas se esforcem para destruir isso, transformar em algo ruim, tenho ótimas lembranças e sempre que posso assisto de novo. Melhor que ficar com os novos filmes do Renato Aragão, da Xuxa, High School Musical e coisas do tipo...

Anônimo disse...

Muito interessante. Descobri seu blog recentemente e estou viciada. Mas eu tbm não entendi a relação com as mensagem subliminares da Disney...

Anônimo disse...

Ei Bruner, o calçado não se vesti, se calça... rsrssssssss... Isso é um conto. Muito bom.

renata disse...

Concordo com a Rafaela. Antes de julgar a origem dessas histórias temos que entender o tempo e a cultura onde ela foram criadas. Elas podem, inclusive, ser uma bela fonte para aprendermos sobre a história das civilizações. Bruner, este seu post foi bem interessante. Continue suas pesquisas e vamos aprender mais com elas !

Anônimo disse...

omedeto gozaimasu!!

Anônimo disse...

É... mas ainda bem que ainda existem filmes do Renato Aragão, da Xuxa, High School Musical e coisas do tipo...!!!!!!!
Prefiro isso do que crianças vendo as putarias das novelas, assistindo semi nuas dançando em cima de garrafas, pintando caveiras nas paredes dos quartos ou proclamando sermões xiitas.
Não curto os citados filmes. Mas prefiro que crianças tenham acesso a infantilidades ou que obscenidades!...
Qto aos contos de fadas, melhor deixar como estão e mensagens subliminares existem.
Nesse mundo, não duvido de nada. Só não cultuo tudo.

Ju disse...

historias são historias mesmo, mas cada um monta sua versão...ah João e Maria a original é melhor ,mas pra não da ideias malignas pras crianças é melhor elas não conhecer essas historias originais,,,e a do "O Flautista de Hamelin" eu conheço uma versão que as crianças nunca voltaram mas não se sabe o que aconteceu,,,

Anônimo disse...

Esqueceu da Bela e a Fera... A fera morre no final, e a feiticeira babaca tem motivos de sobra para transoforma-lo em monstro, ou seja, não foi só por sacanagem, como no desenho...

bruxinha_012 disse...

Olá, muito prazer Bruner, como vai?
Gostaria de parabenizá-lo por esta iniciativa de abrir a mente alienada da maioria das pessoas e dizer que vou utilizar suas idéias em meu trabalho de aula sobre a Infância Ideal e a Infância Consumo (faço Pedagogia e sei muito bem como essas "pedagordas" são fúteis e alienadas quanto á realidade social).
Estou deixando meu e-mail para possível contato, pois gostaria de discutir mais esta questão com quem entende realmente do assunto.
Obrigada novamente.
Rosmarí
e-mail: roskinha01@yahoo.com.br

Anônimo disse...

na verdade uma transformação dentro da história acontece a todo momento.entendo porém a importancia de mse considerar a raiz da história ou a raíz da tradição ,mas acho muito útil essa modificaç~]ao desde que seja para melhor.quem suportaria a versão original???ou como estudante na área de histéria quem naquela época poderia suportar uma história cheias de romantismo como hoje é descrita.na verdade se olharmos com um olhar mais cético veremos que o natal não exite,a páscoa uma invenção do comércio(digo com respeito a data e não do real significado)e como alguns fazem não comemorariam seu próprio aniversário pois tem mau exemplo nas escrituras sagradas.imagina o natal sem a reunião de familia onde o mundo fica naquele clima gostoso de fraternidade ,a páscoa sem os chocolates para a pirralhada e aniversários vazios só por causa de suas origens!!!!na minha opnião tudo muda se vc muda seu significado valeu!

Anônimo disse...

adorei o texto(tirando alguns erros de ortografia,vale a pena dá uma revisada), muito interessante!

Anônimo disse...

desculpe por postar anonimo mas é que ainda não tenho minha conta no google e desculpe me os erros esqueci de verificar antes de enviar .Jorge luiz skydiver valeu!!!!!!!

Rafaela Freitas disse...

No desenho a o principe nao é transformado em Fera de sacanagem, tem uma moral de não se importar com a beleza exterior e bla bla bla. É bem explicado no inicio.

Sim, que bom que ainda existem coisas para crianças ao inves de só bunda e peito na tv. Mas, na minha opinião ao menos, os desenhos e filmes antigos eram BEM melhores. Vez ou outra aparecem coisas boas como "procurando nemo" e tal...Na maioria das vezes as mensagens subliminares são coisas que as pessoas veem ou escutam o que querem. Como no caso do rei leão onde o scar fala "eu nao fiz aquilo" e as pessoas ouvem " eu sou gay". ou no desenho tem o joelho do padre que casa a ariel com o principe e as pessoas enchergam como uma ereção! Geralmente a maldade tá na cabeça das pessoas...Acho tudo uma tremenda babaquice. O trabalho da Disney é lindo, não tem como negar...

Amanda Freire disse...

Já conhecia essas versões, li no livro Fadas no Divâ, agora não me lembro os autores, mas prometo postar a devida referência depois. Lá tem versões de várias outras histórias, que nos fazem pensar duas vezes antes de contar às crianças.

Só um p.s. A versão do pai que queria se casar com a filha, por ser parecida com a mãe é de outra história.

Anônimo disse...

Oi,
A Idade Média cronológicawmente já terminou, mas são inerentes ao ser humano o temor e a desconfiança em relação ao próximo.
Os acalantos, antes das estórias, já preparavam a mente dos infantes para os perigos da vida.
Perigosa é a eterna distorção de o mal estar sempre associado ao feio e grotesco, enquanto o bem sempre a beleza e a ternura e pior ainda: a riqueza.Aí qualquer adulto se ferra
Luiza

Guilhermão disse...

Eu quero meu dinheiro de volta!

Anônimo disse...

Oi Rafaela...
Então deixe seus filhos assistirem essas porcarias pra ver...
Sou psicóloga e posso afirmar que nem contos de fada e muito menos filmes da Disney são puros e inofensivos...

atia disse...

O historiador Robert Darnton no livro
O GRANDE MASSACRE DE GATOS no capítulo intitulado Contos da Mamãe Ganso faz uma brilhante análise da origem dos contos de fadas e complementa o ótimo texto desse blog.

Anônimo disse...

É a primeira vez que acesso o site e confesso que adorei! Sugiro como leitura o livro A psicanálise dos contos de fada de Bruno Bettelheim....muito parecido com o que vc expõe!! Valeu!!!

Anônimo disse...

Olá!! A pscicanálise do conto de fadas do Bruno Betlelhaim fala cientificamente sobre isso, é isso aí! A história é assim! "A pequena vendedora de fósforos" é outra história assustadora e antiga, vale a pena ver essa tb! Valeu!!

Thamara disse...

A história que conheço da bela adormecida é outra: A bela era a "rainha" de um feudo que foi atacado e a estupraram* até que ela entrasse em côma. Ela foi deixada no castelo já conquistado e deu a luz aos filhos que a acordaram procurando leite. Eis mais um final!!!
*Prática mto usada em invasões de feudos dominados por mulheres que eram estupradas na frente de um padre que, cometido o pecado original, tinha de casa-las com o agora então, dono daquele feudo - daí surgiu as bruxas dos castelos: mulheres cujos feudos foram dominados e eram enclausuradas lá para marcar território de seu marido. Provavelmente elas enlouqueciam e daí a aparencia com as bruxas e as maldades cometidas.

Rafaela Freitas disse...

Pode ter certeza que deixarei assistir. Farei questão de ter em casa os filmes que assisti quando era criança. E veja só, sou uma adulta sem nenhum trauma ou coisa do tipo. Pq o que me educou, me ensinou sobre certo e errado, quem me deu lições de carater foram meus pais, minha familia. E isso é que forma as pessoas, é nessa base que se tem a distorção de valores e aí que começa a falha de carater. Não são desenhos ou coisas do tipo. É facil largar o filho naa frente da tv ou com jogos de computador e depois culpa-los pela perda de inocencia do filho, por valores errados...Desenhos são entretenimento e pra isso servem muito bem. Agora Peter Pan, Cinderela e Pequena Sereia são vilões pq os pais não sabem educar? É continuo achando tudo isso uma tremenda babaquice...Assim como dizer que quem joga GTA vai sair matando pessoas na rua. É delirio. Se quer estudar alguma coisa que faça com que as crianças se tornem adultos melhores, estude as melhores formas de uma familia se relacionar. Acredite, deu muito certo pra mim.

Anônimo disse...

Adorei!

Bem que podiam passar as versões antigas na TV, né? ;)

Larissa disse...

Bom na verdade eu tenho um pequeno livro com essa versão da Pequena sereia que vc citou, segundo o livro quem dá o punhal a pequena sereia são suas duas irmãs que vendem os seus longos cabelos para a bruxa do mar em troca desse punhal mágico que reverteria o feitiço se caso a Pequena Sereia matasse o príncipe antes do nascer do Sol, porém ela prefere se jogar ao mar para se dissolver em espuma, vendo sua triste estória as fadas do ar que protegem os navegantes resolvem transforma-la em fada do ar também! ^^ até q esse final não foi tão feliz, mas também não foi tão triste né? rs

DIEGO disse...

Meus parabéns pelo seu estudo. Isso faz com que as pessoas pensem bem antes de inflar a cabeça de seus filhos com mentiras idiotas como historinhas de contos de fadas tão irreais, deuses, mitos, etc. Talvez assim aprendam a educar sem necessidade de ameaças, chantagem ou mentiras.

Anônimo disse...

Estas histórias são relativas a epoca em que foram escritas, muitas pessoa (talvez a maioria) pensa que essas e muitas outras historias foram escritas pela disney, e isto é uma falha da escola, que não trabalha as historias na integra .. é uma pena.. Ah! lembrando que, muitas destas historias serviam de alerta para crianças, como por exemplo, a chapeuzinho vermelho, que era contada para aletar as meninas com os abusos de homens, pois isto naquela epoca era muito comum, imaginem, outro exemplo é o principe sapo, que as mães contavam para suas filhas pois naquela epoca os casamentos eram por poses, e assim, elas casariam com um sapo, mas ele viraria principe!

Acho muito interessante esse assunto.. parabens pelo post!

Anônimo disse...

É uma pena que seus comentários não têm profundidade de um estudioso da História nem de Literatura. A ausência das referências literárias (porque apenas estas interessam) prova a falta de tato ao analisar os contos. Motivação, significação, sentidos que possam ser percebidos na leitura profunda dos textos, semiótica, simbolismo. Nem mesmo o básico você buscou para dar relevância ao seu texto!É uma pena. Disseram-me que eu gostaria de seu site, mas fiquei decepcionada. A internet tem muita coisa boa, mas o seu está entre as porcarias. Alguém que se proponha a levantar questão para a discussão, deve ter, no mínimo, conhecimento sobre o que está falando.
Aprenda, pesquise, depois levante hipóteses... assim são os verdadeiros pesquisadores, principalmente em Literatura.
Dithana.

Anônimo disse...

Bom, essa versão em que da pequena sereia em que ela bebe a poção, encontra o principe com outra, pega o punhal oferecido por alguém e depois se transforma em bolhas, eu já tinha visto. Mas as outras não, é!

José CS Vidal disse...

A versão do conto em que as irmãs cortam os pés (uma corta o dedão, outra corta o calcanhar) pra calçar o sapatinho de cristal é de ninguém menos do que os irmãos Grimm, os contadores "oficiais" dos contos alemães!

Anônimo disse...

Ah, esqueci um detalhe, agora nem precisa mais de mensagem subliminar", as coisas estão bem explícitas. particularmente não quero que meus filhos assistam estes filmes da Disney, para não acharem-se no direito de fazer piadinhas com homossexuais e muito menos por acharem normal um pinóquio, eu um filme infantil (Sherek) usar calcinha fio dental vermelha...
Se é a preferência do pinóquio... tudo bem... mas não achemos normal isso em um desenho que se diz infantil...
Meu irmão, quando pequeno, viu no filme "O rei leão" a seguinte palavra "SEX"... uma criança que de nada sabia sobre mensagem subliminar...
Tirem suas próprias conclusões...
Eu que não perco meu tempo...

El-Buainin disse...

Esse rapaz não tem referências.
O texto só é interessante por se tratar de estórias que permearam a nossa infância, porque o cara não fez uma pesquisa fededigna - quero dizer, nem há referências dessas "estórias originais" - não entende nada de signos linguísticos. É lamentável que existam críticas literarias - se é que assim pode ser chamado esse textinho - tão falaciosas quant esta.

Izabela disse...

eu sabia da versão da pequena sereia.. mais as outras ...da chapeuzinho era de se esperar ...tambem sei da pocahontas que na verdade o tal "ingles" casou com uma india de apénas 12 anos eles não ficam na inglaterra mais sim volta pra floresta

Anônimo disse...

gostaria de deixarregistrado que gostei dos estudossobre oscontos de fadas,e deixarclaro que conhecer o momento histórico comodisse a dona rafaela é realmente importante. agora descartar esse trabalho não é muito sábio como disse a Rafaela,ao ignorar o trabalho.assistir e admirar os contos de hoje,ou só assistir xuxa,renato aragão, walt disney etc, é descartar que nossas crianças ainda não estão sendo tratadas como crianças, elas ainda se achamcrianças e adoramdesenhos tão macabros qaunto esse contos antigos,vejamos jogos por exemplo... onde mata,rouba e ganha pontos por isso. acredito que esse trabalho é super interessante pra gente rever nossa educação infantil principalmente,e perceber que no século XXI,as coisas estão um tanto semelhantes. só que com uma nova releitura de social...assistir o walt disney éfingir que essas coisas nãoexistem... parabéns pelotrabalho..

Pedro Milanesi disse...

Concordando... que P#$%& de mensagem subliminar o que! Aplaudindo o comentário da Rafaela "gente desocupada que adora procurar penis" --Essa vai para o caderninho!

Em toda a história da humanidade as pessoas contam histórias a crianças... e elas estão de acordo com o tipo de ensinamento sobre o mundo que querem passar... Numa época em que reis e principes só serviam para castigar e "pegar emprestado" as recem casadas para a prima nocte... nada mais justo que ensinar as crianças a temerem esse tipo de coisa... Ou então, numa epoca na qual os irmãos (homens) sanavam suas curiosidades sexuais com as irmãs... Afinal conviviam com a morte e a traição diariamente.

Quanto a questão da Disney... eu vejo que ela usou desses contos para passar o código moral que ela acredita... um puritanismo de boas crianças e lares perfeitos e alegres (não que o mundo seja assim).

Cara... curti seu post... há tempos que venho lendo teu blog... mas nunca comentei!

Anônimo disse...

Ok Rafaela...
Se você tem disponibilidade para educar seus filhos em tempo integral você é uma abençoada...
No meu caso... prefiro desligar a TV...
Boa sorte

Miguel Marcarian disse...

Gostei do post. "Apesar" do prazer "sinistro" que vc tira de contar tudo isso... como se estivesse entregando o pai traidor... achei seu texto bem construído (um pouco curto em alguns momentos, dava pra aproveitar esse tal prazer no bom sentido... e explicar mais) e parabenizo por ao menos (ninguém faz isso) mostrar alguma das fontes e deixar os que realmente queiram fazer críticas não epidérmicas terem como verificar quanto é síntese e quanto é viagem sua nessas suas versões verdadeiras! E discordo, isso não é um texto acadêmico, nem vc um professor de História, vc está apenas dizendo que existem outras versões e fontes além das óbvias. Adorava a Disney, mas ja conhecia algumas dessas versões aos dez anos. Não fui desencantado por elas, descobri a variedade de visões.
Concordo com quem disse que devemos estar sempre ligados que essas histórias são fruto de outros tempos, tão violentos (com guerras durando décadas) e quando realmente crianças não eram vistas romanticamente (no que concordo, ou vc nunca teve pensamentos macabros qdo moleque?). Em pleno século XX meninas casavam aos 12 (legalmente e não grávidas) e minha avó fugiu de casa aos 14 e ninguém achou um escândalo. Aliás, era ela quem comandava a casa, depois do meu bisavô.
E na pequena sereia, a mesma bruxa que a fez virar mulher oferece o punhal, ah, a inveja é uma m... que as irmãs dela levam até ela...
Só faço uma crítica: o tal prazer de contar as "verdades" é uma alavanca pra se pesquisar, mas um péssimo objetivo a alcançar em si. Fica par e par com o que a gente já vê por aí.

Rafaela Freitas disse...

Não é SEX que está escrito.Até onde eu sei é SFX, uma sigla para "special effects que os animadores colocaram de brincadeira...Adoram procurar pelo em ovo.
E os trabalhos dos Grimm eram feitos por volta do fim de 1700, lá pra 1800 se não me engano. Um época toltalmente diferente tb. Encarar os fatos daquela época como se fosse agora é um etnocentrismo absurdo. Cabeça fechada é uma merda mesmo. Essa bagaça toda me lembrou aquele filme "em busca da terra do nunca", quem assistiu entende o papel dos contos de fada paras as crianças e até para os adultos...

Rafaela Freitas disse...

Meus pais não me educaram em tempo integral, eu vi muitos filmes, joguei muitos jogos violentos no computados e video games...Mas as mensagens que eles me passavam eram absorvidas. Nunca me bateram sempre resolvemos tudo na base da conversa. Se uma familia conversa e tem um bom relacionamento não precisa temer os riscos do mundo. Seu filho não vai viver numa bolha.

weslei disse...

o que está em jogo não é o fato da modificação que a Disney ou outro estudio fez nesses contos, o valor histórico é muito maior e rico, como o pensamento de nossa sociedade mudou, no contexto da época todos esses atos bizarros eraum normais! claro que hoje nunca poderiamos passar uma historia assim para uma criança, mas contudo vemos a origem do mal que nós temos, oloko!!!

Flávia disse...

Adorei!!!! Para ser sincera achei ótimas essas versões, eu leria todas.. claro que acaba sendo mais para um publico adulto... mas com sinceridade, essas "novas" versões são super interessantes.

Anônimo disse...

"vemos a origem do mal que nós temos" ???
wtf?!?!

Anônimo disse...

Ressaltando que não é um texto bem escrito e uma ideia de que a pureza no lar, a criação perfeita são sinônimos de filhos corretos...
Impossível ficar atento 24 horas ao que os filhos assistem...
Acredito sim no poder de filhos bem criados, bem orientados... mas se isso sempre fosse tão perfeito e simples assim, lares perfeitos não teriam filhos delinquentes ou vice e versa...

Anônimo disse...

Não vão viver numa bolha...
MAs não vou por vontade própria deixá-los assistir essas coisas horríveis e que em nada edificam...
Ah... puxa defende tanto a Disney... foi contratada... estão te pagando quanto?
Me explica o pinóquio boiola...

Anônimo disse...

Que tal esta historinha? Houve uma disputa entre bruxos: de um lado, 400, da pesada; do outro, um carinha só, do bem. O solitário ganhou a disputa e mandou que os soldados jogassem os 400 perdedores num precipício! Outra: o rei fortão não tinha quem pudesse com ele. Uma empregadinha esperou o rei dormir e pregou um prego gigante na têmpora real, o que mandou sua majestade para os quintos... Outra: o bruxo caminhava pela estrada olhando a natureza. Um bando de adolescentes começou a zombar do velhinho careca. Aí, uma ursa ferocíssima saiu da floresta e estraçalhou moças e rapazes, espalhando sangue e tripas por todo lado. As três historinhas - e muitas outras do tipo - estão... na Bíblia!... Aliás, existe um livro - que ainda não li - que se chama "As meninas más da Bíblia". Encerrando: que tal a metáfora (paráfrase?) de Chapeuzinho Vermelho no filme "Menina má.com"?

Anônimo disse...

Deus é Deus...
E não há mais nada para comentar...

Anônimo disse...

Nossa, show demais sua pesquisa para conseguir essas informações..
Mas tem um livro de histórias que li, e tinha pertes como da Pequena Sereia bem sinistra...nuuuu

Sempre acreditei em mensagens subliminares...
O reinaido de Walt Disney é mais bizarro do que parece...
Comentario, dizem qua o proprio Walt Disney era homossexual e adepto de religiões macabras..

Anônimo disse...

Acho incrivel as pessoas se assustarem com as realidades,olhem Tom e Cherry, mais violento impossivel um rato sacana e um gato coitado e todos nos adoramos, olhem para a inquisiçã e quem eram as "bruxas,"olhem para os nossos dias e vejam quem são os "doentes", se queremos tornar os nosso dias cor de rosas estamos em uma tarefa utopica, assistam o jornal; pedofilias, canabalismos, fome, incestos, miserias, roubos, sonegações e nada muda ... e ainda assim existem pessoas que se preocupam som com as pedagordas ou as verdades da psicologia; por ter a formação em psicologia, penso que não existem verdades ou mentiras e sim eticas sociais a procura de um convivio "saudavel". Os contaos são antigos e de fato possuem muito dos acontecimentos da epoca, mesmo assim não são descartaveis e tem seus meritos, pois imaginem naquela epoca poderem se expressar e serem vistos e admirados por isto, concordo que Disney nos fez a gentileza de deixa-los mais bonitos e com morais aproveitaveis porem penso porque pensamos agora em contos como temos a porcaria dos gastos mais altos do mundo com politicos e tanta miseria, sera que não ne hora de falarmos mais sobre futuro e melhora de qualidade de vida, sera que não e hora de deixarmos algo melhor para os pequenos a não ser contos?

Anônimo disse...

Cara, você é doente! Concordo com a Rafaela Freitas.

Anônimo disse...

Não é defender a Disney, ô esperto!
É contos de fadas não são as desgraças da infancia como tentam pregar! Não são contos de fadas que deixam as crianças pertubadas, não é evitando esse tipo de coisas que salvarão seus filhos. Contos de fadas tem seu valor sim. É bom pra exercitar a criatividade das crianças, as diversas possibilidades. Tomar isso delas e achar que é certo pq são do capeta é a coisa mais imbecil que poderiam dizer. É patético. Ler sobre o princípio dos contos que foram escritos em uma época que você não compreende e achar que essa violencia ainda está nos desenhos é ridiculo.

Anônimo disse...

Bom, como já foi dito, a época em que foram inventados os contos era outra e mensagens subliminares existem sim, mas nao faz tanto mal pras criancas assistirem dependendo do tipo de educacao e relacionamento que têm com os pais... você deveria pesquisar também os contos alemaes, moro aqui há 2 anos, e desde as musiquinhas infantis (o que também nao é muito diferente no Brasil) até os famosos contos, alguns sao até hoje bem brutais... tem uma que canta dorme criancinha dorme, que seu pai é um carneiro, sua mae foi pra Pommeland e Pommeland queimou, dorme criancinha dorme!rsrsr como dormir tranquilo depois dessa?
Desculpem pela falta de cedilhas e assentos til, mas no teclado aqui nao tem...

Anônimo disse...

esses contos são verdadeiros lobos vestidos de ovelhas.

Miguel Marcarian disse...

Não é interessante como todos aqui falam como foram criados, como entendiam o mundo, como tinham suas versões, como sobreviveram a tudo e hoje pensam, como sabiam escolher e hoje ainda sabem...
Pois, é gente, éramos crianças. Dá pra dar uma chance as atuais e não tratá-las como mentalmente incapazes? Dá pra não imaginá-las e sim observá-las? Foi bom ter visto filmes da Disney, dos Trapalhões (q eu achava muito mal feitos desde que tinha 8 anos!) e o Chaves (bem, já não era tão criança...). Comparar varias versões do mesmo, inclusive versões escritas nos ensina a entender que tudo é criado, tudo é uma versão, que temos que fazer a nossa.
Cada época tenta educar suas crianças de um jeito, o jeito que essas épocas viam como ideal. E mesmo nelas tinha gente que discordava e contava outra versão (veja só) na sombra da noite...
E também seria legal se as pessoas levassem cada crítica pessoalmente. Um pouco de distanciamento ajuda na conversa.

Anônimo disse...

Me admira você senhor anômino "pensativo do futuro"... estar tão preocupado com o futuro e perdendo tempo lendo essas babaquices...

Anônimo disse...

Já vou querida.. tenho mais o que fazer
Realmente não concordamos em nada...
Mas lamento por não ouvir uma boa explicação sobre o pinóquio...
E sei que ficou com uma pulga atrás da orelha..

Anônimo disse...

A medida que o tempo passa a huminadade evolui e com ela princípios e valores. Qt mais educarmos pro bem o ser, menos violência e impureza teremos. A alma precisa evoluir. As versões são de acordo com nossas alterações no mundo. Daqui há uns 100 anos as próximas versões podem ser mais puras.

Leticia Borghi disse...

Já havia visto do chapeuzinho vermelho.E a branca de neve é obrigada a ter relações sexuais com os anões.
Também já ouvi falar que as histórias eram contadas quando as crianças passavam pela puberdade,por exemplo...a cor vermelha do gorro da chapeuzinho era dessa cor por conta da mestruação.
Bem diferentes do que vimos até hoje.descobri que fui enganada pela disney...tô deprê

xD

Miguel Marcarian disse...

Faltou um "não" em "não levassem cada crítica..."
Será um ato falho? Sem perceber me expressei subliminarmente? Estarei tentando desviar o foco da conversa (versões de um conto que na verdade já uma milésima versão de uma história)para que alguém fale que estou escrevendo mal?
Ver pelo em ovo? Chifre em cabeça de cavalo? Conotação sexual em tudo? Conotação econômica em tudo? Conotação fálica em tudo?
Cada um que faça bom proveito do que achar.

Anônimo disse...

Cara, vc andou cheirando fermento pra bolo....

Mas pelo menos é engraçado....

Um abraço...

Júbs.

Aline disse...

Os contos de fada sempre me assustaram um pouco, rsrs...pq nao da segmento a esse estilo d pesquisa fazendo algo em torno das cançoes de "ninar", prefiro cancoes d aterrorizar brasileiras????
Bjins e parabéns pelo texto!
Aline

Anônimo disse...

Querem coisas bizarras, o shrek existiu, ms naum era essa fifura simpatica que agt conhece.

O verdadeiro SHREK... em pesssoa!!!
Maurice Tillet (1903-1954) foi um lutador profissional nos anos em que esse esporte era apenas um entreterimento.
Nascido na França, era muito inteligente e falava 14 idiomas. Aos 20 anos contraiu uma extranha enfermidade que fez os seus ossos crescerem rápidamente e totalmente incontrolável e isto lhe causava muita dor.
Tillet era chamado por diversos apelidos e por este motivo ele foi obrigado a sair de sua cidade que tanto amava.
Tentando uma nova identidade, Tillet chegou na América e iniciou a sua carreira como lutador profissional, e foi chamado de "freak ogre of the ring".
Ele foi um vencedor e a sua maior glória foi em agosto 1944, quando derrotou
Steve Casey no campeonato American Wrestling Association World championship.
Morreu em 1954 com 51 anos e após a sua morte foi tirado 3 moldes de seu rosto.
Então Shrek não saiu da imaginação e sim através da inspiração

Quem duvidar acesse este link, naum é meu mas fala sobre ele http://davis.blog.br/post/maurice-tillet-o-verdadeiro-shrek.aspx

Vamor ver o que é real e esquecer essas historias que mudam de figura cada vez que são contadas.

Anônimo disse...

Na versão dos contos de fadas que passava na TV Cultura o final da pequena sereia era meio parecido: as irmãs da pequena sereia davam seus lindos cabelos em troca do punhal e o entregavam a ex-sereia para que ela o cravasse em seu amado, que havia se casado com outra mulher, e assim voltasse a ser sereia. Mas ela não faz isso, e acaba se sacrificando.

Anônimo disse...

PUATZZZZZZZ, A DO SHREK FOI A MELHOR, VALE A PENA VER

Anônimo disse...

Rafaela, só pra constar, o filme Em busca da Terra do Nunca é muito bonito e tal, mas não conta a história até o final. O verdadeiro Peter se matou por não conseguir jamais de desvencilhar do personagem criado por seu tutor. Seu irmão Michael se afogou (há quem diga que foi suicídio) em um rio junto com um amigo...
É só procurar pela história do J.M. Barrie que você vai ver. Ah! BruNêra, acho que vc devia fazer um post sobre filmes com finais felizes que na verdade foram bem infelizes...

Um abraço.

J.

Jacqueline disse...

Rafaela de Freitas, volte ao texto inicial..
"Coisas como pedofilia, incesto, mutilação e canibalismo eram bem naturais naquela época"
Não tinha motivos para dizer: "Pra nossa atual concepção pode até ser, mas as pessoas esquecem que na era medieval as coisas eram completamente diferentes." O autor da postagem já havia dito isso, ambos estão corretos. O momento histórico em que essas estorias (sim,diferente de história) foram criadas determinaram suas "bizarrices". Na era Medieval o fantástico se confundia com o real, eles não sabiam diferenciar uma coisa da outra.
Eu também gosto dos filmes da Disney, mas dizer q não têm mensagens subliminares é um pouco demais.
Outra coisa, vc disse q pretende que seus filhos assistam esses filmes da Disney... e falou sobre os novos filmes da Xuxa(novos e velhos...argh..eca..), do Renato Aragão(tá, ele sozinho é uma m*,mas o dos Trapalhões era sensacional!)e falou sobre outros besteirois americanos. Moça, acorda... Nossa infância foi outra!!! Não sei quantos anos você tem, mas com certeza deve ser da época do Xou da Xuxa(eca!!) Mara Maravilha, Angélia na Manchete e SBT,Sergio Malandro e coisas desse tipo. Voce acha mesmo que as crianças hj em dia têm saco d ver aquelas frescurinhas que nós adorávamos?? A sociedade mudou. Pra pior? Pd ser, mas as crianças hj em dia já sao tão os mais maliciosas q muito adulto por aí. Vai passar filmes da Disney pros seus filhos? Legal, mas eles não vão querer mais assistir a partir do momento q sairem da idade da inocencia (no mundo atual? coloca aí uns 4,5 anos.)
Quanto a psicóloga...Pegou pesado, totalmente desnecessária. Crianças sofrem muito mais influência perturbadoras em uma novela da Globo do que de um filme da Disney ou de um conto d fadas. Pelo amor... Tirar o direito de uma criança poder fantasiar, sonhar é o q tem levado nossas crianças a perderem uma fase da vida em q construimos nosso caráter, ou seja, a infância. Talvez se as crianças de hj em dia estivessem mais expostas a conto de fadas, ainda q na versão da Disney, nao tivessemos tantas meninas de 15 anos grávidas e meninos de idade similar envolvidos em tráfico de drogas.

Me interesso por literatura infantil, e já conheica essas origens dos ditos contos de fadas. Moço, seu post tá muito interessante. Parabéns!

Anônimo disse...

Geralmente, os contos eram produzidos para adultos e não para crianças. Com o passar dos anos, houve uma "infantilização" e vários elementos originais dos textos foram excluídos ou "minimizados". O Patinho Feio é um desses contos que foi bastante modificado. Ainda bem que há pessoas, como Bruner, que nos mostram o a relação do original e o modificado.
Abraços,
Natália

Angela Maria disse...

Bem, se o desejo é[finalizar de vez com o assunto Disney] vou TENTAR encerrar.
Se a origem dos [contos bonitinhos, fofinhos e meiginhos que começam com "era uma vez" e terminam com "viveram felizes para sempre"] era outra, foi a Disney que deu um toque cor-de-rosa neles para criar filmes de entretenimento infantil.
Concordo, porém, que cada história possui detalhes que se forem analisados por adultos - uma princesa presa numa torre, imagina! - podem causar susto, ou coisa pior, se forem revelados para crianças pequenas. Mesmo sem observar os detalhes as crianças se comovem, ou coisa pior, mal que é superado com o final feliz, criado não só pela Disney mas por vários outros produtores de entretenimento.
Crédu. Depois de reler achei meio pesado, tenham paciência, eu lí todos os comentários e alguns são bem "doloridos".

Anônimo disse...

Esse negócio de mensagem sublinar nos clássicos Disney, apesar de algo possível, é muito relativo... Cresci assistindo essas estórias e não creio que tenha me tornado uma pessoa confusa ou destrambelhada por causa disso... As teorias psicológicas são importantes para analisarmos as consequencias das coisas, mas, como diz o próprio nome, são apenas teorias... Não são a verdade em si, do contrário não haveria tantas variações com pontos de vista diferentes...

E a mim não interessa que as estórias tenham sido criadas a partir de versões nem um pouco românticas, pois estamos tratando das versões Disney e não das duzentas mil versões que podem ter existido antes delas... Até porque, tantas versões podem existir quantas cabeças há. Eu posso escrever uma estória cabeluda e pavorosa, sendo que alguém, vendo-a sob uma perspectiva melhor, poderá modificá-la e dar-lhe um fundo mais colorido e construtivo. Isso não faria da versão algo ruim só porque surgiu de algo não muito agradável...

Pra finalizar, não sei quanto a outras pessoas, mas posso dizer com todas as letras que me tornei uma pessoa muito mais sensível e esperançosa por ter assistido na infância os clássicos da Disney, muitos mais do que as crianças que hoje assistem os desenhos modernos...

Pra terminar, lembro de um livro escrito por G. K. Chesterton, se não me engano ORTODOXIA, escrito por volta de 1900, onde é bem explicitado que tipo de boa mensagem se pode tirar dos contos de fadas...

A importância fundamental das coisas não está nelas mesmas, mas no uso que se faz delas... Desde que se saiba diferenciar a realidade da fantasia, nenhum mal causa assistir os clássicos da Disney... O próprio apóstolo Paulo, em uma de suas cartas, disse: "Analisai tudo. Retei o que for bom"...

Aline - São Paulo

Anônimo disse...

Cara, muito 10...rsrsrs, me amarrei. Na verdade quem pode desmentir ? Até faz sentido. Tarado já é coisa muito antiga...pedofilia ? claro que já existia. No tempo de nossas bisavós por ex. se casava com 14 anos. Naquele tempo então...12 já devia ser mais velha e devia ser muito natural. Assim como era natural na inquisição (que não era tão santa assim) se colocar ovos cozidos na boca das "chamadas" bruxas. (ovo tirado da água fervente!!!). Queimar uma adúltera não era normal? Lembra de Maria Madalena ? É isso aí cara, vai em frente. Vou ficar ligado nos seus progressos.

Zam Belmont disse...

Ola primeira vez aqui no seu blog adorei você revelar a origem das historias quebrar o misticismo ( acho que é assim que se escreve ) por tras dela uma das minhas favoritas é do aladin que segundo mitologia genios não são tão bonzinhos em dar 3 desejos adorei cara parabens pra ti forte abraço !!!

Anônimo disse...

Concordo plenamente com a opião de alguns, que se referem ao costumes da época com os contos,digamnos, a Hermenêutica do texto.

julio disse...

RAFAELA, DESISTE
ESSE IDIOTA SÓ PUBLICA OS SEUS COMENTÁRIOS PORQUE DÁ IBOPE, ALÉM DE SER A ÚNICA COISA INTELIGENTE NESSE BLOG.
ESSE É O VERDADEIRO EXEMPLO DE DESOCUPAÇÃO, QUER VIVER DE LITERATURA, PRIMEIRO APRENDA A ESCREVER, NO MOMENTO EM QUE VOCÊ FOR CAPAZ DE CRIAR ALGO QUE CHAME A ATENÇÃO DE ALGUÉM E DESPERTE O INTERESSE DA DISNEY EM TRANSFORMAR EM FILME SUA IRA DESCONTROLADA PASSARÁ.

JÚLIO CÉSAR ANSELMO DE CASTRO
JORNALISTA E ESCRITOR

Anônimo disse...

Certamente os desenhos da Disney (e também certos contos infantis) estão cheios de insinuações e mensagens perversas.
So me admira muito estes conservadores que matam a cultura nacional (negando a seus filhos conhecer o saci perere, o curupira e mesmo certas religiões tribais) para defender a bizarrice de Disney.

Kamen Rider disse...

Gostei mais dessas versões do que as da Disney!

Anônimo disse...

As histórias que você citou não tem sentido nenhum... Que imaginação fértil você tem!

Anônimo disse...

Algo não abordado é de como se operou essa mudança dos contos da Idade Média. é justamente com o surgimento da burguesia que esses contos são modificados para ter "um final feliz".

Anônimo disse...

Nossa, Gente é gente não importa o local, não importa a época e não importa a situação.
O que quero dizer é que contos são escritos por adultos
adultos perdem a inocencia e colocam suas vontades e desejos em histórias "inocentes".
Achei ótima essa matéria
parabens
APL

Anônimo disse...

Achei otimo o texto!!! cara mais assim... não teve muito coesão no sentido que uma hora tu fala sobre as mensagem subiliminares na disney e liga com as estorias antigas, entendi oque você quis dizer, mas não prova nada em relação a disney, apesar de acreditar que as mensagens existem, no mais muito bom o texto e parabens, ja ta no meus favoritos... so acho como o cara falou faltou a da alice...que eh a melhor estoria de todas!!!

Raiana disse...

Já tinha ouvido algumas dessas versões, tenhoa a coleção dos livros dos contos de Grimm, Ah!! e quem oferece a faca a pequena sereia é a bruxa do mar, a mesma que deu a porção p ela ter pernas, detalhe: em troca da porção ela ficou c/ a voz da sereia, e em troca da faca, as irmãs da sereia tiveram que raspar a cabeça e entregar seus cabelos à bruxa...

Anônimo disse...

Legal, isso já era bem conhecido,
vou acrescentar mais uma:
da princesa que beijou o sapo e este virou o principe encantado na vida dela.
o sapo, na mitologia europeia mediaval, simbolizava o penis, logo, depois que a princesa tomou "coragem" e beijou,.... gostou.

Anônimo disse...

Essa versão da Cinderela, que o pai quer casar com ela, tá parecendo mais o conto de fada "Cabeça de Asno". Será que vc não confundiu as estórias?

Anônimo disse...

"Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente". Devia colocar os vídeos do redtube como prova do que você escreveu...também acho q contos de fadas não levam a lugar nenhum mas achar pornografia em tudo é muita falta do que fazer...

Sandra Borges disse...

Sei de uma história bem recente...Pra mim tão bizarra quanto. " Era uam vez uma garotinha q por ter uma beleza infantil foi molestada por seu padrasto. Desse encontro de amor surgia a gravidez de gemêos. Sua mãe ,por vingaça de a criancinha se deitar com o padrasto manda matar os pequenos gemêos ainda no ventre de sua adoravél filhinha de 9 anos... O padre horrorizado com brutal gesto da mãe malvada condena a mãe e todos os q a ajudaram a cometer tal crime a excomunhão da casa de Deus." Essa é bem atual e me parece com duas ou tres das antigas... Será q vivemos tão longe da Idade das Trevas?????Também tem versões em q o molestador é o próprio pai...

Anônimo disse...

fodão o texto!!! curti um monte! as estorias contadas refletem a cultura da sociedade através dos tempos... as lendas indígenas, os mitos gregos... enfim tudo carregado de criatividade e crendices

Sandra Borges disse...

Acho sinceramente que devemos olhar nossas crianças como crianças, q devemos faze-las sonhar com um mundo mágico onde um dia o bem possa prevalecer. Criar nelas a esperança, pra quando adultas possam lutar pra trazer ao mundo real o mundo mágico com q sonharam na infância...

Anna Paula disse...

Tenho que admitir que os seus posts são os melhores sem comparação.....
e podemos também citar em meio dessas horripilantes histórias um filme que sei lá quem gravou, que se chama 'Branca de Neve um conto de fadas de terror'. Que mostra mais ou menos isso que vc disse...que nada é como parece ser....

Adriana disse...

Brother, mto massa adori ri mto tbm...rsrs
Pesquisa ótima, parabéns!
Bjo

Ligia Alves disse...

Olá!

Muito interessante seu post. Devemos alertar aos pais sempre! Ainda não faço parte do grupo "Pais". Ainda estou no grupo "filhos". Porém, tenho sobrinhas que estão extamente na idade de assistir "contos de fadas". É sempre bom pesquisar a realidade que o filme é, e não apenas acreditar no que ele mostra.

Parabéns!

*Ligia*

Anônimo disse...

Rafaela, concordo com vc 100%!! minha infacina foi maravilhosa e sem nenhum trauma! e ate hj assisto e coleciono os filmes da disney que sao classicos e maravilhosos!! Meus filhos com certeza vao assistir! Realmente é mto triste ver pessoas tao negativas (p nao falar a toas) em relacao as coisas que nos deram nada mais que alegria e sonhos felizes!

E so p/ constar, p tal psicóloga, o tal pinochio de calcinha é do filme do Shrek, que NAO é da disney!! Esse filme, mto pelo contratio, é uma parodia dos contos de fada e mto mais direcionados p os adultos que as crianças! Agora se vc deixou seus filhos assistirem o problema é seu!

Tati disse...

O texto é bom, mas o blogueiro peca no Português. Muitos erros de digitação/acentuação/concordância/gramática...

Marina Campos disse...

Simplesmente maravilhoso o texto!Eu já tinha visto um livro com alguns contos originais e acho esse tema fantástico. Parabéns!

Anônimo disse...

Haha... eu racho dessa galera que posta título e profissão como se isso valesse algo na blogosfera.

Mandem bala blogueiros, vcs não estão escrevendo monografia... os pesquisadores que se preocupem com as referências!

Anderson disse...

Eu sei o final da pequena sereia quem oferece o punhal a ela são suas irmãs, que o obtiveram com a mesma bruxa (da sereiazinha tinha pedido a voz, das irmãs pediu os cabelos)ela poderia voltar a ser sereia se matasse o principe e o sangue deste escorresse nos seus pés.Mas esla se recusou e acabou dissolvendo-se em espuma no mar, como morriam as sereiras. O mais interessante que não foi citado foi o motivo dela querer tornar-se humana. Não foi por amor ao príncipe, mas o que ela almejava era uma ALMA IMORTAL, que na versão que eu li, ela acabou conseguindo por ter tido compaixão do príncipe.Há uma excelente coleção da editora circulo do livro com todas essas lendas e fábulas nas suas versões primordiais, vale a pena ler.

Anônimo disse...

Mandou bem nas pesquisas. Gostei!
Abraço.

Dolphin disse...

BruNêra! Parabéns pelo post, estou escrevendo rapidinho escondida da chefia (aff!), mas não poderia deixar de dizer que sua narrativa fluiu magnificamente, comentários divertidos e/ou sagazes nos momentos certos e a pesquisa história como ponto de partida, todo o conjunto ficou brilhante! É por essas e outras que mesmo na correria do dia a dia não deixo de passar aqui no blog para ler o material rico que vocês disponibilizam.

Parabéns mais uma vez não só a você mas a toda a equipe!

É Nozes!

Anônimo disse...

Entenda isso de uma vez por todas, principalmente vocês misticos, regiosos ou pessoas que querem viver em um conto de fadas.

Quer passe cem, dez mil, cem mil, ou um milhão de anos nesse mundo, o ser humano vai continuar a ser exatamente o mesmo animal com as mesmas emoções,paixoes e sentimentos do mesmo jeito que ela era na idade média ou na antiguidade, nada vai mundar em nós, então porque falar em "purificação da alma" como alguns aqui disseram? esperança cega talvez. Estrupros, assasinatos, pedofilia, incesto, mutilacão e canibalismo vão continuar existinto na grande immensa maioria de nós para sempre, essas estórias de Dysney são apenas um reflexo do passado, a unica coisa que faz diferenca é a repressão a essas ações, Por isso nós temos a ilusão de estarmos vivendo em um mundo melhor do que o da idade média, porque há mais repressão hoje em dia

Eu so queria que vocês entedessem que o mundo hoje pode ser tão podre quanto na idade média era, poucas coisas seguram, e a "pureza" humana definitivamente não é uma delas

Anônimo disse...

li todos os posts , e o mais inteligente e sensato que vi foi o da Aline..Parabéns!!concordo com vc...enfim, cada cabeça uma sentença.

Anônimo disse...

meu email é irisbrasil99@yahoo.com
nao da pra colocar embaixo!
ok, achei realmente o texto muito bom...o q tenho a falar pra vc caro escritor e autor de tal proeza, é o seguinte, nao vejo essas versoes como algo ruim para a disney, ao contrario, nao vejo menssagens subliminar em nenhum desses contos quando contados pela disney, acordem gente, eles sao enterteiners, eles tem q nos enterter, pegaram esses contos macabros e viram pontencial em transforma-los am algo bonito para a futura geraçao...ou seja, fizeram um otimo trabalho, quem diria q a chapeuzinho vermelho era uma historia tao macabra? sinceramente, a disney tem suas menssagens "subliminares" mas nao sao essas...tenho eu materias mais intereçantes para contar pra vcs, vejam os filmes mais recentes, como o caça tubaroes e o galinho chicken little, todos esses tem "menssagens subliminares" q insentivam as crianças a aceitarem as diferenças dos outros...nao terem preconceitos...sinceramente, vcs pastores de igreja q pregam isso, nao sao pregadores do "Senhor Jesus" sim do "Diabo" pq adoram pregar sobre ele e obras dele...acordem, porfavor, essa materia realmente foi muito boa, mas o motivo de tal materia foi ridiculo, é o mesmo q escrevermos sobre a xuxa ter feito um pacto com o capeta...me poupem!
sendo assim sem mais!

Anônimo disse...

Quando fazia magistério, há alguns anos, uma professora deu uma aula sobre a verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho, achei ótimo saber q existe algo além dessses "contos de fadas". E já li também a versão da Pequena Sereia, na qual ela vira espuma, é dramático, mas na vida nem tudo são flores.
Adorei o seu texto!!!

Anônimo disse...

Muito interessante. Só uma ressalva, a Disney não se baseou nesses contos tal como estão e sim naqueles que haviam sido adaptados anos ou séculos antes para que as crianças pudessem ler. Afinal as histórias da Disney são, apesar de interessantes pra nós tb, feitas para crianças. De qualquer forma foi muito interessante conhecer as versões originais.

Viviana disse...

Adorei o post, eu ja sabia que os lindos e inofensivos contos de fadas tinham um passado tenebroso, mas vai muito com o que o pessoal falou... naquela epoca era normal....
Eu asisti un filme da Branca de Neve com a versao adulta, mas meu conto preferido e Alice no Pais das Maravilhas alem porque Alice realmente existiu e o Lewis Carol (autor) era o amigo da familia pedofilo.

Anônimo disse...

Tem um estudo que a Antroposofia faz dos contos de fadas que é bem profundo. Antes desses contos serem compilados pelos Irmãos Grimm, eram contados oralmente... e serviam pra reunir as famílias, em tempos que nao exitia televisão, luz elétrica, muito menos internet!! Eram transmitidos pelas gerações e as ações se mostram violentas, mas refletem a realidade do momento, o contexto vivido da época. Tem um detalhe que vejo ser relevante dizer aqui: a criança tem uma visão menos moralista, menos cheia de preconceitos... onde morte, violência,e coisas vis do ser humano sao vistas como coisas naturais e humanas. Teria mais a dizer, mas nao tenho tempo e espaço suficientes. Mas quero deixar registrado que qualquer assunto que for levantado, é importante ver como ele é tratado em suas várias facetas e como é visto em diversos segmentos... para que sejamos abertos a tudo...e tendo a certeza que nao somos donos da verdade! Sou contadora de histórias e vejo que imagens são imprescindíveis para a formação do imaginário na educação básica das nossas crianças. Bru, grata por abrir o espaço para falarmos de assuntos que colocam a cabeça pra pensar. Abraço

Anônimo disse...

Já tinha visto a história da Chapeuzinho como o autor escreveu na faculdade e outra no original... O que me surpreende é com que prazer as pessoas podem comentar disso (não estou dizendo que é o caso do autor), nossa, que coisa bizarra e tal, como se afinal fosse coisa de outro mundo, ou sei lá mais o quê. E a mais comentada Rafaela de Freitas defendendo a Disney, Xuxa, Didi e tudo mais! Não vejo realmente pq fazer isso, e confesso que até gostava dos filmes da Disney, e não sei se é pq tanto comentam, mas acabei sentindo um nojo por essa "beleza" que eles pintam, irreal e grotesca (que nem a Xuxa, com sua vida inteira). E aquela cena do Hércules que aparece o Hades com a cabeça queimando mais do que o costume formando a palavra "Jesus" com as chamas (lembremos que em inglês se escreve igual) e perguntando "Quem é esse idiota que anda por aí?" com referência ao Hércules, claro, mas com esse nome escrito nas chamas de sua cabeça? Sinceramente, não entendo infelizmente desse negócio de mensagens subliminares, mas que existem, existem...

Anônimo disse...

Parabéns... vc escreve muito bem! Muito bom seu poder de síntese...
Imaginava q os contos tivessem putaria... mas nossa... me surpreendeu! Q horror!

Anônimo disse...

Em primeiro lugar quero deixar registrado que achei o blog muito interessante.
Em segundo lugar vou deixar claro que conconrdo totalmente com o comentário da JAQUELINE.
Quero também acrescentar que... que pra aquela época (medieval) até que era "normal" estes tipos de historias tão crueis, já que fazia parte daquela realidade, acontece que para a nossa época nao são! e é estremamente normal acharmos tudo isso uma barbaridade, acho horriveis, crueis, morbidas e outras coisas... nao são o tipo de historia que contaria para meu filho... por mais que a realidade dele seja viver num mundo de terrorismo, assassinato, drogas, estrupos, desaparecimentos, PCC, CV etc...
Agora em relação a RAFAELA blá blá blá... acredito que você seja uma garota inteligênte, mas que ainda tem muita coisa pra aprender, uma delas e conseguir se expressar e impor seu ponto de vista de forma sutíl e não como se fosse uma briga... e engraçado a maneira em que você colocas as palavras, as torna violentas, você ataca e ofende o comentario de outras pessoas por se "achar mais inteligênte?".
Gostaria de te aprensentar o meu professor de Hístória da Comunicação, você ficaria deslumbrada de ouvi-lo, um cara estremamente inteligênte e com um conhecimento espetacular com doutorado nos Estados Unidos e na Alemanha, filha tenho certeza de que ele te ensinaria a ser mais educada e mostraria que você não sabe tudo, como vc pensa que sabe.... Há e o importante não é ser adulta somente no RG, o melhor é pensar como um adulto e responsável e pelo seu linguajar ja vi que você não passa de uma criança frustrada, acho que você deveria ter algum acompanhamento profissional para tratar sua crise de superioridade. O que eu penso sobre você... "uma pessoa que sente prazer em causar, em um lugar onde ninguém pode cheguar até você".... obrigada
Michelly

Anônimo disse...

Adorei, pois sempre pensei nas versões obscuras dos contos de fada e até fazia comentários a respeito de minhas teorias, sendo tachada de paranóica! HIHIHIHI! É claro que não ligo, pq às vezes sou! HIHIHHIH!!! Valeu!!!

Anônimo disse...

nossa parabens ficou louca ....muito criativo ,adorei

Anônimo disse...

Rafaela o Júlio deu o tiro no alvo! Não perca seu tempo jogando "pérolas aos porcos", eles não conhecem seu valor...
Sou psicóloga, mãe de 04 filhos, escritora, contadora de histórias e fui criada COM ESSES CONTOS DA DISNEY (e criei meus filhos!) e o resultado tá aí...Força e criatividade pro que der e vier!!! Vejo o mundo em cores, não me fizeram daltônicaaaaaaaaaa!!!
Os "realistas" vão me chamar de "pobre coitada que não vê que a vida é cinza..."
Mas, pergunto a esses: No final, quem viveu melhor, mais feliz?

Rafaela, dê o melhor de si aos seus filhos, isole-os do mundo violento, com inteligência, assim como isolamos a plantinha do sol forte... Depois sim, ela crescida, enfrentará ventos e tempestades segura.

Privar uma criança da fantasia pura é impedi-la de ser criançaaa!
Não há nada pior do que o impedimento de sermos nós mesmos...
O homossexualismo é um dos produtos desse impedimento...

Anônimo disse...

AH, TA TODO MUNDO DISCUTINDO A DISNEY E O PINÓQUIO GAY DO SHREK... MAS, O SHREK NÃO É DA DISNEY!!!!!!!!!!!! É DA DREAMWORKS.
Eu cresci assistindo os clássicos da Disney e os Contos de Fadas da Tv Cultura (q não eram tão delicadinhos e fofinhos como os da Disney) e nem por isso eu sou uma louca q não tem noção de cert/errado!!! E minha mãe não deixou de ir trabalhar pra cuidar de mim ou da minha irmã 24h... Mas se vc educou seu filho, confie mais nessa educação!!!
Juliana

Anônimo disse...

Esquecendo as versões de W.Disney sobre os contos de fadas, certa vez lí um trabalho sobre o fato dele não gostar da figura materna,em seus contos infantis ninguem tem mãe, tem avós, tias,tios ,sobrinhos.

Anônimo disse...

Vale ressaltar que se formos a fundo na psicanálise freudiana podemos encontrar uma série de coisas interessantes que não foram citadas...
Parabéns pelo post!!!

Anônimo disse...

Nooossa!Parabéns!
Conheci até uma época bem diferente: "850 AD"!!!
mas esse AD é o que afinal?
Antes de ser Doido eu também pensava assim?
Antes De ontem?
enfim... se alguém sabe a resposta de que é essa, por favor!

Anônimo disse...

Oi BruNêra!
Tomando-se por base sua pesquisa, ela faz-se muita clara quanto ao que uma sociedade pode fazer para lucrar com histórias para crianças, no caso a Disney e suas novas adaptações.
Eu já havia feito uma pesquisa como a sua sobre as histórias infantis originais, e na época realmente me questonei sobre como deveria ser horrível viver naqueles tempos, mas se prestarmos bastante atenção (quem leu) em Romeu e Julieta, ela tem apenas 13 anos, da pra se ter uma idéia do como as meninas já eram consideradas mulheres com essa idade, e tinham que estar aptas ao casamento.
Ganhei um livro quando pequena de 1950, deve haver uns 20 ou 30 contos e neles as histórias não acabam em finais felizes.
Um dos primeiros contos que descobri que foi muito bem adaptado foi: as mil e uma noites, em que o princípe viúvo era louco (por ter sido traído pelo seu irmão que era amante de sua esposa e que depois de morta foi embalsamada) e este viúvo queria matar a futura esposa...
Outro conto é os sapatinhos estragados que na nova versão se tornou Barby e as doze princesas. Na versão real elas envenenavam seus pretendentes e depois iam encontrar-se com os bruxos e com estes fazer orgias...
E Hercules, que por acreditar existir demonios em sua presença acaba por matar seus filhos, outro é Édipo rei, que mata seu pai, casa com a mãe e com esta gera filhos.
E a cada novo conto acrescenta-se um ponto e muda-se uma pouco.
Adorei teus comentários.
Vanderléia.

Anônimo disse...

Assunto interessante, pesquisa autônoma, vale a pena conferir a profundidade, que não está relacionada apenas aos conceitos que temos. Existe muito mais coisa entre o céu e a terra do imagina nossa vã filosofia.
Interesses excusos sim, de uma sociedade até hoje destruída emocionalmente sem perceber como. Inocentar a Disney, banalizar, apontar programações da TV, escrever apenas para expressar opiniões sem fundamento algum, apenas defendendo seu ponto de vista adorador da forma errônea de educação que recebeu, é lamentável.
Necessitamos urgentemente, rever conceitos, valores e nos aproximarmos do que realmente pode mudar o caráter do indivíduo.
O modelo humano de educação infantil é tão ruim, que pelos comentários podemos perceber a fragilidade emocional, claro que não é apenas a origem das histórias ou suas mensagens subliminares que levam ou não o indivíduo a se tronar uma falha na sociedade, existe um complexo conjunto relacionado, mas tenha certeza de que o lixo que estamos permitindo nossos filhos consumirem, custa e custará um preço impagável.
Por isso alguém pagou o preço que jamais pode ou poderia ser pago. O assunto escolhido pelo autor é excelente, a forma pode ser melhorada, de qualquer maneira, parabéns pela coragem investigativa que lhe permitiu abordar o tema.
Abraços Fraternos
Edison Junior

Anônimo disse...

HAHAHAHAHAHA... ADOREI!!!
quase q me desmancho de rir aqui!!! mas agora fiquei curiosa sobre a "versão macabra" da Alice no país das maravilhas... q o autor era pedófilo já é publico e notório né?!! rs... mas onde achar as versões originais?!!! hahahaha...

adorei... valeu!!!

Rafaela Freitas disse...

Michelly, se você ja tivesse ouvido tanta babaquice em relação a mensagens subliminares e afins talvez ficasse tão irritada quanto eu.
Se eu preciso aprender? Sem dúvida, acho que todos temos. Não necessáriamente da forma como você acha que devo. Creio que as pessoas também devam aprender melhor sobre as origens das coisas e seus contextos antes de "endemonizar" contos de fadas e coisas do gênero. Querem tirar isso das crianças para que não sofram e não percam sua ingenuidade e coisa e tal, mas esquecem que tirando a fantasia também estão roubando a parta da criatividade, da magia, do mundo infantil. Mas acredito que minha opinião também não é respeitada e o argumento que têm contra é "o pinóquio é homossexual". Me poupe. Quanto a professores, obrigado pela oferta, mas também tive ótimos com os quais aprendi muita coisa, inclusive sobre a era medieval e seus conceitos. Posso não ser muito boa ao expor meu pensamento, mas é questão de personalidade e não de conhecimento. Converso dessa forma pessoalmente também, com quem pode me alcançar, não tenho motivo pra me esconder, tanto que uso meu nome real aqui. Isso é internet, quer que eu me expresse como?! E não venho aqui para causar, só acho escroto passar uma informação de forma "manipuladora" de certa maneira. Mas tanto faz, cada um lê o que quer e absorve da maneira que lhe parecer melhor. Só achei importante lembrar que sempre é bom lembrar que a realidade que vivemos não é a verdade absoluta, julgar esses contos que foram escritos em uma época totalmente diferente é equivocado. É como julgar uma cultura diferente da sua e dizer que pior. É como dizer que usar burka é um absurdo ou que fazer tatuagens é coisa de demente. Mas se querem continuar nesse tipo de análise, ok. Go ahead! Mas cansei disso aqui...realmente comecei só pra passar o tempo. Beijos

Anônimo disse...

MUITO BOM!!!!

putz .... apesar de ja conhecer as outras versoes nao "disneyanas" achei super interessante o terto.

parabens
guilherme monteiro

Bruno disse...

Eu já sabia de algumas, mas a que eu acho bem legal e você não falou foi a da Bela e a Fera, que não chega a ser tão pesado assim, mas mesmo assim é muito legal, em minha concepção.
[off]Aliás encontrei um erro de português em
"(eu também achei estranho mais fazer o que, os caras eram criativos oras)"
o correto seria "eu também achei estranho, MAS fazer o que? Os caras eram criativos oras!"
Mas em si o tópico é bem legal

Anônimo disse...

BruNêra,
Resumidamente: Genial, ponto.

Odete disse...

ADOREI os comentaristas que escreveram sobre a maior fábrica de CONTOS DE FADAS: A BÍBLIA! Fora a versão moderna da nada santa Inquisição: padre excomungando médicos que fizeram aborto numa criança molestada. É o fim do mundo??? Desde que o mundo é mundo, está pra acabar...rsrs

Estes dias vi um episódio do Chavez, e o personagem "pancada" (o outro não sei o nome), e eles entregavam na delegacia um livro de contos de fadas. Transformaram o livro num documentários SOBRE VÁRIOS CRIMES...kkkkkkkk

Fala sério, se vc analisar friamente o "conto" de fadas, é totalmente cheio de violência, e chega a ser hilário levar o nome de "conto de fadas"; a não ser que as fadas sejam más...rsrs

A verdade é que estes contos, se não forem explicados com todo seu simbolismo às crianças, elas podem NÃO ACORDAR, ALICE! E sempre vão ter em mente esta babaquice da luta entre o BEM E O MAL...Sendo que este conto, eternizado pelas religiões, esconde sua própria essência: O BEM E O MAL ESTÁ DENTRO DE NÓS...E SOMOS "NOZES" QUE DECIDIMOS QUAL VAMOS USAR!

Sem esquecer que o bem e o mal são relativos! O que é bom pra uns, pode ser péssimo pra outros!

Abraços!

Anônimo disse...

POR FAVOR VAMOS FAZER UMA CAMPANHA PARA A PALAVRA "MAS" SER USADA CORRETAMENTE. DAQUI A POUCO ELA VAI MORRER. MUITOS COLOCAM A LETRA "I" INDEVIDAMENTE.

waleska B bastos disse...

Concordo em gênero número e grau com Rafaela Freitas. Amigo,uma coisa é uma coisa,outra coisa é outra coisa. Tem tudo a ver com uma coisa chamada contextualização. Histórias escritas numa determinada época retratam a sociedade dessa época. Estúdio Disney retrata uma outra época e uma outra sociedade. Depois qual o mal de se criar fantasias (que não sejam exatamente e explicitamente sexuais)? Lindos desenhos, lindas histórias,lindas produções, belo desenvolvimento das técnicas cinematográficas. Com certeza melhor do que a clara e óbvia erotização atual da infância. As pessoas precisam voltar a ter um "time" nas suas vidas, ou seja: infãncia, adolescência, maturidade e velhice. Talvez assim tivéssemos menos "crianças tendo crianças e menos velhucas querendo ser mamães.

Rosana Algarve disse...

Olá... Acabo de ler as origens interessantes dos contos de fada que, muitas vezes, são lidos pras crianças em casa e na escola. Admito que vi um filme com uma versão bem mais bacana de Branca de Neve do que a que conheço dos desenhos da Disney (risos). Só nunca encontrei essa versão pra alugar... Uma pena. acho que querem que nossas crianças cresçam alienadas. Se esquecem que o mundo real não é tão diferentes dos contos originais aqui desmascarados. Mal posso esperar pra ver mais (risos). Rosana

42 disse...

Cara, muito macabro, gostei do post! To dando uma olhada nos sites, bem legais também. Deu vontade de escrever um contos de terror agora kk

Muito bom

Odete disse...

Agora, teve uma certa "psicóloga", que escreveu que o "homossexualismo" é "fruto" deste impedimento...

ATENÇÃO CFP!!! TEMOS UMA PSICÓLOGA QUE QUER CURAR HOMOSSEXUAIS! E, pior, não sabe ainda que o termo homossexualismo é errado, o certo é HOMOSSEXUALIDADE!!!

E ainda quer dar conselhos?????????Minha senhora, dê uma olhada na sua casa, deve ter um homossexual reprimido, vivendo sob seu teto...

COMO TEM GENTE PATÉTICA NESTE MUNDO! E os contos de fadas com sua mensagem clássica de bem e mal, a luta entre as luzes e as trevas, é que pagam o pato! ERRADOS SÃO ESTES POBRES HUMANOS QUE ESTÃO CRIANDO SEUS FILHOS, COMO SE ESTIVESSE NA IDADE MÉDIA! E dizem ser psicólogos formados...Bem se vê a qualidade do ensino no Brasil...Povo MISTURA RELIGIÃO COM PSICOLOGIA, OLHA O QUE DÁ!

Soubesse teu nome, eu mesma te denunciaria ao CFP!

ASPECTO IMPORTANTE: PQ NÃO TEM PRINCESA NEGRA NOS CONTOS DE FADAS????????? Já pensaram nas crianças negras, vendo conto de "fadas" só com PRINCESAS LOIRINHAS E PRÍNCIPES BRANCOS????

Nos clássicos antigos também, NEGROS SEMPRE COMO ESCRAVOS! Destruíram as lendas e mitos dos negros, quando os trouxeram pra cá, COM A LENIÊNCIA DA "santa" igreja. De reis passaram a ser escravos, nem suas lendas puderam carregar...

ISTO SIM É RELEVANTE: Já que os contos de fadas ajudam as crianças, a terem infância...SOMENTE AS CRIANÇAS BRANCAS SÃO FELIZES, POIS NÃO??? Que referência as crianças NEGRAS E PARDAS TÊM, NAS HISTÓRIAS INFANTIS????????

E ainda os "psicólogos" de plantão, acham que os contos de fadas são inofensivos??? Quero ver uma branquinha falar que é princesa, quando estiver brincando com uma negrinha...O que passa pela cabeça da branquinha? E da negrinha???

Isto é o que interessa...Jogar estes continhos e não contar a realidade da vida, vai acabar como estas "psicólogas", achando que os conceitos religiosos valem mais que O QUE A CIÊNCIA DIZ!!!

QUERO VER UM CONTO DE FADAS MODERNO, COM CRIANÇAS E PRINCESAS NEGRAS!

Boa tarde!

Anônimo disse...

É, depois de ler a "bronca" acima, acho que tem muita gente concordando com o Lula. "A culpa é dessa gente branca de olhos azuis". (isso também não é racismo?)

Anônimo disse...

mais um idiota

Anônimo disse...

Edison Junior

Concordo com vc. Muito bom aparecer gente aqui com a sua capacidade de expressão. Não sou tão boa para escrever então me limitei a elogiar a pesquisa.
*Apesar de ter recebido uma boa educação comunguei do "lixo de nossa sociedade" existem coisas que não conseguimos escapar, mas tento melhorar . Não mudamos o início, mas podemos mudar o fim (ouvi isso em algum lugar, rs) .

Anônimo disse...

Odete, sem duvida é importante essa colocação para crianças para que não cresçam com preconceitos. Mas por esses contos serem de origem européia e de muito tempo atrás, é normal que não haja negros. Nem mesmo como empregados ou escravos.
Alguns dos desenhos mais recentes têm alguns personages de etnia diferente, geralmente índios (pocahontas) ou árabes (aladin). Realmente nos que estão por vir isso poderia ser mais explorado.

Anônimo disse...

Saiu pela porta da frente Rafaela... Parabéns pela sua visão de mundo!
Beijos, Márcia

Anônimo disse...

Mas a própria Disney (citada como pervertida aqui por outros leitores) está criando uma nova história, no estilo das clássicas (nem é em 3D) onde a princesa é uma negra.

Pessal, vcs precisam se atualizar antes de criticar!
Juliana

Anônimo disse...

kkkkkkkk ... fala sério, eu tenho que rir com a historia do inconformismo dos contos de fada não ter negras e do outro que comentou a frase do Lula. ... gente as estorias são reflexos da cultura de onde são originadas aposto que as historinhas que os pais africanos contam pras criancinhas de lá naum tem gente de olho azul como protagonistas... rs ... cabe aos pais e educadores atuais implantar a ideia de igualdade para nossas crianças. bom qdo me tornar mãe pretendo fazer isso..
Dani

Anônimo disse...

Odete... acalmou? Meu nome é Márcia Rocha, e joguei a isca pq sabia que pescaria... Ou vc duvidou disso, meninaaa???? Não precisa dizer nada sobre vc... suas palvras já dizem... Há muita revolta e violência ai dentro, menina... Sabe, nesses momentos (e em outros tantos) Deus é tão bom!!!
Muita luz prá você

Anônimo disse...

MUITO MASSA!!!Show de bola mano, valeu pelas referências também.
Seria muito bom se rodassem estes filmes!

Anônimo disse...

so ler Charles Perrault. Uma fonte segura desses contos que de fada n tem nada. Os Grimm transformaram-os em contos de fadas. Os de Perrault sao da idade media. enfim, so proc sobre ele no google q da pra ter uma ideia. Acho q vale a pena pra qm se interessa por esse assunto.

Anônimo disse...

sabe um desenho bem legal que eu e meu irmao assistiamos e até discutimos sobre depois de adultos... caverna do dragão, poxa muito legal
xD ok ninguem tava falando de caverna do dragão mas circulou um final meio macabro pro desenho q nós curtimos! :P
Dani

Anônimo disse...

OLÁ , MUITO INTERESSANTE, ESTUDEI ISSO NA FACULDADE , FIZ LETRAS E TEMOS E UMA DISCIPLINA QUE ESTUDA ESSE ASSUNTO , INCLUSIVE ESSAS , HISTORIAS ,CONTOS ECT,. CHAMA-SE LITERATURA COMPARADA , TENHO OUTRA VERSÕES , ALGUMAS BEM ENGRAÇADAS DE CHAPEUZINHO E OUTROS.

Anônimo disse...

Bruner vou te chamar de genealogista dos contos de fada... Seu trabalho se assemelha com o trabalho do Nietzsche em a "Genealogia da moral", obra em que ele vai buscar desvendar a origem da nossa moral nas fontes mais baixas da nossa cultura, como a crueldade.
Muito bom!
Alexandre

Anônimo disse...

Sr. Anônimo concordo com o que o sr. disse com relação ao comentário do Jornalista e escritor. Realmente, título e profissão foram desnecessários, mas, ele só o fez para darmos credibilidade ao que dizia. Talvez ele não saiba que isso passa uma idéia de arrogância. Isto posto, surte efeito contrário e ninguém leva suas opiniões em consideração. Agora, com relação às referências, eu discordo de você. Isto é uma questão de ética, além de ser, também, uma maneira de criar a tal da credibilidade. Então,
podemos partir do princípio de que o texto inicial é de alguém que tentou, da melhor maneira possível, fazer com que as pessoas o entendessem e concordassem com seu ponto de vista. Já os comentários, são de leitores do texto inicial que corroboraram ou não com a idéia do texto inicial. Assim, deu-se a largada para divertimento (é o meu caso, me diverti muito lendo o texto inicial e principalmente os comentários, encucamentos ( mutia gente aí ficou preocupada com os filminhos da Disney e não vai mais deixar seus filhos assistirem televisão, o que eu acho maravilhoso, em vez de assistir, dá o livro pra eles lerem ehehehehe.
Agora, mensagem subliminar é um tema, versão da história é outro e ainda, mensagem subliminar da versão é mais outro tema.
Fiquei meio confusa e vou me dar o direito de omitir minha opinião sobre os conteúdos desse post, que é muuuuuuuito legal. Eu não quero por ninguém pra baixo. Adoro a inicitiva das pessoas criarem blogs e escreverem seja sobre qual tema for, porque estão exercitando e com certeza uma hora vão escrever sem erros, com idéias claras e muito bem. Eu com certeza, também cometo erros, todos "nozes" cometemos e estamos aqui para melhorar.

Anônimo disse...

Olá meu nome é carolina, em uma conversa eu soube que tem um livro que fala sobre este tema, vc sabe o nome?
grata!

Maria disse...

Olá rapaz, uma boa fonte de pesquisa é o livro "Psicologia dos contos de fadas" que na minha opinião deveria ser sua principal fonte de pesquisa. É muito comentado nas universidades :)))
Flávia,
Bjim

Anônimo disse...

pra quem não se lembra, há muito tempo foi descoberto no original do filme bernardo e bianca uma sequência de (acho) 57 quadros de um filme pornô, durante a reprodução do filme da disney isso não aparece, ficando como uma mensagem sublimimar.... muitos que viram o desenho sairam pegando fogo hehe

Anônimo disse...

Faz sentido!Essas histórias tinham como função manter as crianças alerta aos perigos de se viver na "idade das trevas"...não é à toa que a idade média é assim chamada.No entanto, considerando o mundo em que vivemos hoje, as versões originais não provocam assim tanto pavor...mundo cão o que vivemos!Lobo mau é pouco!!!

Anônimo disse...

:(
:(
:(

Angelica disse...

Adorei este post, fiz minha monografia sobre literatura infanto-juvenil e no decorrer da minha escrita encontrei diversas versões de grandes classicos, é notório que todos eles apesar de serem macrabros tem em cada um uma "moral da historia" bem marcada! No caso da branca de neve por exemplo , nunca aceite nada de estranhos...e por aí vai..claro que depois com o surgimento da "infancia" (sim , houve um surgiemnto do sentido de infancia, antes crianças eram vistas como adultos em miniaturas)as historias ganharam nova roupagem para de adequar ao novo sentido que se dava a infancia!!! AMEI O POST!

Anônimo disse...

Blog é diário virtual, não periódico científico. O que importa é o comportamento víral da informação, muito bem representada aqui.[rsrs]

As origens informadas atendem e justificam o texto, os mais curiosos que se virem. Ninguém precisa fazer revisão bibliográfica da "Barsa" para escrever um post!

Evelize Silva disse...

Não há nada de errado em mudar um pouco a história para ela parecer bonita e sincera aos olhos de uma criança, entretanto, acho legal ir ao fundo das coisas para saber de onde vem. A magia continua...

Anônimo disse...

Olá Bruner,

Parabéns pelo seu trabalho...Bom texto, ótima pesquisa. Realmente a forma com que se estruturam os contos está compatível com a cultura das crianças medievais. as "estórias" eram feitas não para entretenimennto, mas sim para uma educação coercitiva, para impor medo aos infantes.
Quanto às mensagens subliminares, sim, elas existem e são propositais. Sou formado em comunicação social e já pesquisei sobre o assunto. temos que nos conscientizar que as grandes corporações (incluindo as da diversão), buscam exclusivamente o lucro a todo o custo, inclusive parcerias com o demônio. nada é por acaso e acredite, ele existe.
um grande abraço e mais uma vez, parabens

Anônimo disse...

Gostei muito, principalmente quando percebemos que vc parou pra pesquisar de verdade, já ví muita besteira escrita por aí, mas vc foi 10. significa principalmente que nem tudo tá perdido, que as pessoas leem!!!!!! Viva!!!!
E se os finais não são iguais ao que se está acostumado, lembrem-se que na verdade essas historia nasceram não com a intenção de divertir, e sim de imputir o medo na cabeça das crianças, para que fossem obdientes e tivessem medo do desconhecido, dái tantas maldades e finais macabros.
bjs e parabens de novo

Anônimo disse...

Anôniminho do coração,
Mais uma vez, você tem razãozinha, não é preciso fazer "revisão bibliográfica da Barsa" para escrever um post, mas se você realmente se importa com "o comportamento viral da informação", deve saber escrever um texto coeso e coerente, além de otras cositas más.
Bjs

Odete disse...

Márcia Rocha...rsrsrs...tá mais pra Marta Rocha...Deus????????? Que Deus??O teu ou o meu??? ALAH, JAVÉ OU ALLADIN???????? kkkkkkkk

Eu, me acalmar??? Se tu mandaste a isca, só belisquei porque PEGUEI A DEIXA! Voce adora polêmica? Ótimo, porque eu também. Só que a Sra. deveria ter mais cuidado com suas palavras, a internet é mais poderosa do que pensas...Se fosse mesmo psicóloga, eu nem precisava te dar este alerta.

Ser ou não ser homossexual não é o cerne da questão; um personagem homossexual não torna ninguém, muito menos uma criança, homossexual. Ao contrário, faz com que ela veja A DIVERSIDADE HUMANA NO MUNDO!

E, quando critiquei a falta de NEGROS nos contos de fadas, foi uma crítica construtiva, do tipo: olhai as crianças do Brasil! Já vi muita criança negra com olhos arregalados, quando assistem contos de fadas com todos loirinhos...EU SOU BRANCA, TENHO 3 SOBRINHOS BRANCOS, LINDOS E DE OLHOS AZUIS! E, por isto, vou fechar os olhos pra realidade???????

Este papo de racismo ao contrário, é tão sem noção, que nem merece comentário. Realmente, os brancos têm uma HISTÓRIA de perseguição e crueldade contra si, aí estamos empatados, né? Pra quê fazer historinhas com negros príncipes, e princesas negras? O contexto é outro, então melhor PERPETUAR HISTÓRIAS EUROPÉIAS!

Sei que o comentarista que escreveu isto, nem quer polêmica, apenas informar; mas é esta banalização do que é importante de fato, que me irrita um pouco...Que mané Europa, chega das ESTÓRIAS EUROPÉIAS, já mudamos muito o curso da história PERPETUANDO AS FALÁCIAS!

Tem bastante história infantil pra contar. E isto é que é subliminar, CASO NÃO TENHAM PERCEBIDO! Voce conta uma mentira MIL VEZES E ELA SE TORNARÁ VERDADE! Enquanto, acham "super legal", inofensivo, um conto de fadas com branquinhos de olhos azuis, estão, na verdade, perpetuando UM MITO: O BRANCO SIMBOLIZA A VIRTUDE, A NOBREZA; O NEGRO, O MAL, A INFERIORIDADE...e, por aí vai...

Este simbolismo, TOTALMENTE SUBLIMINAR, simboliza o INCONSCIENTE COLETIVO...Subliminarmente, voce passa sua mensagem, e continua estabelecendo uma certa "ordem" social.

NADA CONTRA A DISNEY, AFINAL É APENAS UM COMÉRCIO! Quer pior que novel? LIXO PURO! Jornal televisivo?? Só desgraça...POR QUE DÁ IBOPE! Pra quê mudar? Pra quê ser o veículo da mudança??

Sou sim, um tanto idealista, e não pretendo mudar. Sem um ideal, o que somos??

Não são os contos de fadas os vilões, mas quem alimenta este comércio. Ninguém vai gastar bilhões com filmes de princesas negras, sendo que o povo quer ver princesinhas brancas.

E tem gente, que jura, que o racismo não existe. E AINDA FAZ PIADINHA!!! Fala sério, vai ler, se informar, não faça onda. Existe da pior forma, A VELADA!

E, quanto a subliminares, existem, mas sites religiosos transformaram assuntos sérios em palhaçadas satanistas. Enquanto, eles mesmo, UTILIZAM E MUITO, TÉCNICAS SUBLIMINARES E PNL PRA ANGARIAR FIÉIS!

Tanto que existe uma Empresa no Brasil especializada em equipamentos de som SUBLIMINARES...UMA SÓ QUE TEM SITE, MAS NÃO DIVULGA O NOME DE SEUS CLIENTES!

Subliminar é uma coisa, e deveria ser estudada com mais cuidado. Agora, esta palhaçada de satanismo e blá blá blá, é um saco mesmo, que eu nem aguento mais...

Ah, usei durante um tempo um programinha subliminar, E FUNCIONOU!!! Como sou pesquisadora, só me habilito a falar de algo que conheça um pouco mais profundamente. No caso eu fui minha cobaia...rsrs

Abraços!

Coca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Coca disse...

Oii moço! Faz tempo que leio (esporadicamente) seu blog e acho muito interessante.


Mas esse post foi O MÁXIMO!

Primeiro: sim, existem milhares de mensagens subliminares nos desenhos/filmes da Disney (desde propaganda de bebidas - tipo Coca-Cola - até apelações sexuais despertadas pela vestimenta mínima e pelas atitudes apaixonadas de algumas personagens - não sei vcs, mas eu acho que um amasso - comum no fim dos filmes - não é uma coisa pra criança ficar assistindo, minha mãe não deixava eu ver, mas tem muuuito mais coisa envolvida e eu não tô aqui pra discutir isso agora, certo?!).

Segundo: Eu já sabia que os contos de fadas da Disney eram mais "leves" que o original (até porque, na Idade Média, até parece que o amor vencia no final... eles eram ruins mesmo!). Até conhecia a original do flautista (só não sabia da pedofilia, mas meu senso de crueldadehumana me fez desconfiar que não havia nada mais óbvio) e algumas versões antigas de contos de fadas da Europa, em geral, eram contadas das maneiras mais cruas e cruéis possíveis.

Muito legal, apesar de meio "sangrento" e "destruidor de sonhos" rsrsrsrs!!

Max, O Observador disse...

oi, li esse post e resolvi comentar. acontece que essas mesmas estórias tinha como objetivo dar lições de moral às crianças através do terror que as impunha. Só por exemplo, quem aqui já parou para pensar na letra de boi cara preta?
as lições de moral muitas vezes diziam para as crianças ñ irem para a floresta, como por exemplo a chapéuzinho vermelho, que na floresta encontrou o lobo. Ao meu ver a figura do lobo nada mais era que um mendigo, um homem sujo, peludo, um louco que pode vagar na floresta, coisa que até hj acontece, de gente ser morta e estuprada por pessoas nas matas (lembram-se da remadora do flamengo?). a bruxa de joão e maria (ou Helmuth e Olga, no original alemão), seria uma bruxa que realmente se alimentava e abusava de crianças,principalmente as pobres, coisas que eram corriqueiras na época e hj em dia tb, veja a qte de casos de pedofilia aparecendo. Qdo no caso de cinderella diz que a filha matou a mãe, significa que a mãe morrera no parto, expressão comum usada na rússia, país de origem deste conto. no caso da branca de neve aí acho que rolou uma necrofilia mesmo... coisa que era comum na época, e que ñ teria sido uma surra, e sim o esquife de cristal (imagina um caixão BEEEEEm grande, que ñ foi feito para sair dali) sendo carregado por duas pessoas, e o cara deixa cair e ela cosperia a maçã.
no caso da bela adormecida, ela foi dormir menina e acordou mulher... traduzindo, as mulheres deveriam ficar bem passivas na cama, em papel de TOTAL submissão. eu li algo que dizia que a mãe dele a queria morta que é quase um caso de incesto, pq ela só quer que o filho tenha uma mulher igual a ela (na boa, isso é como dizer que alguém narcisista é homossexual em potencial...) mas enfim acho esse assunto muito interessante...

só para apimentar um pouco: qto ao fato de que os negros somente aparecem como escravos, acho normal, considerando a realidade da época (olha que sou, como disse barack obama, vira-lata...) nós vivemos numa sociedade em que a maioria dos autores nem cogitam a possibilidade naturalmente, é como se isso nem passasse pelas cabeças deles, o que eu acho assustador...
,sa enfim a única coisa que eu digo é: leiam outras estórias, leiam as mil e uma noites, leiam os contos de anansi, leiam , leiam leiam...

Anônimo disse...

A ideia do post é mto legal, mas a execucao foi pessima!! sei q esse n tem que ser uma "tese de doutorado" sobre o tema, mas uma pesquisa mais aprofundada n faria mal a ninguem e te daria mto mais credibilidade. Criticar sem saber do que se fala é ignorancia. Seu texto nao tem coesao alguma com oq vc quis "mal dizer" (no caso criticar os filmes da disney, e falar de mensagens subliminares), e oq é pior sao os comentarios de apoio a essas ideias que so demonstram mais ignorancia!! Parece que tem gente q tem necesssidade de ver o mundo da pior maneira possivel, mas q ao inves de tentar mudar esse "horror", que tanto vanglorizam, so ficam no comodismo de reclamar!! Nao vivemos no paraiso mas nem por isso é preciso jogar na fogueira as coisas boas q ainda existem!! E eu acho q uma das coisas q fizeram minha infancia tao feliz foram os contos de fada e a capacidade que eles me deram de imaginar fantasias e crescer com as melhores visoes possiveis p minha vida! Quero isso p meus filhos e vou fazer questao de lhes mostrar um mundo de fantasia, msm n sendo real pq toda crianca tem o direito de ser criativa e brincar com sua imaginacao!

Agora aos q comentam sem pensar ou falam qualquer coisa p parecer melhores do q outros,
Pesquisem!! Leiam!! Se atualizem!! Culpar contos de fadas pelas coisas horriveis q vemos acontecer com nossas criancas hj nao so é uma visao comodista e irrealista do nossos dias como n ajuda em nada a resolver os verdadeiros problemas da nossa juventude!

Ps: Odete, depois de acalmar sua revolta sem causa, pesquise sobre os novos filmes da disney e vc vera que a proxima princesa dos filmes Disney é negra. Como outra pessoa ja comentou, os filmes q vimos ate agora retratam uma realidade europeia, pois sao contos europeus de seculos atras!! Os mais atuais levam em consideracao as diferenças e a importancia de nao se ter preconceitos. Mais uma vez, pesquise e se atualize antes de comentar qualquer coisa.

Mariana

felipe vj disse...

mto bom.. otimo trabalho de pesquisa.. e depois disso , soh axo q como toda versao, eh adaptada a um publico diferente , entao, nao seria messagem subliminar , SÓ prq o conto , nos primordios era , cabUlozo :D ... se fosse assim poderia fazer a versao maldita de senhor dos aneis :D

Anônimo disse...

Pro anônimo que quer saber o que é AD:
AD é abreviação da expressão latina Anno Domini que significa ano do Senhor e que é a mesma coisa que dC depois de Cristo.
bjs

Anônimo disse...

Pô, Odete, agora falou bonito!! Respeitou as diferenças...rsrssss! (E de quebra advinhou minha identidade secreta!! Brincadeirinha... só prá relaxar...hehe!)
Vc já leu "A propaganda subliminar multimidia"? Vale a pena... Também estudo sobre a teoria subliminar que, aliás, é antiquíssima, remonta de Demócrito, até onde pesquisei...
No mais, como o nome já diz CONTOS são...CONTOS! Cada um é livre para contar o que quiser, como quiser e quando quiser... Como dizia meu avô (que Deus o tenha!) "triste dos sabidos se não tivessem os bobos prá eles enganarem"... Mas, não é que é mesmo!!

Anônimo disse...

Achei muito interessante! Já tinha visto algo sobre este assunto no curso de Letras que fiz, na disciplina Literatura Infanto-Juvenil. Vou comprar um livro sobre essas estórias qualquer dia. Mas o que acho um saco são essas pessoas extremamente arrogantes que ficam te criticando, achando que estão aqui pra analisar monografia. Acordem! Isso aqui é internet! E outro saco esses que ficam criticando seu português, quando já nem dá pra saber o que é certo ou errado, com essas mudanças ortográficas horrorosas! Quanta gente metido a prof de português! Cadê o bom e velho internetês? Não ligue pra isso, o que você escreve é legal e amei as ilustrações! Parabéns.

Anônimo disse...

todo mundo tem uma verdade absoluta e não abre mão dela, assim não vale a pena discutir assunto nenhum, segundo um professor q tive, isso soh vale a pena quando uma das partes vai realmente mudar de opinião ou ambos chegarão a consenso.
paro por aqui com meus comentários..

Drucila Bafão disse...

Muito interessante, adoro histórias e contos.
E entendi a relação subliminar da Disney e a origem das histórias. Os autores da Disney sabem a origem dos contos, portanto, implantar malícias nas histórias e seus personagens é questão de bom senso e saber para que serve.
Podemos entender que a imagem fala por mil palavras.

Utilizar-se de partes genitais é algo muito comentado em cursos universitários de comunicação. Garantem os autores que a idéia é fazer com que os adolescentes florem aptidão sexual, obrigando-os a trabalhar tirando os mais velhos do mercado de trabalho.
Essa informação é fonte de pesquisa de uma turma de universitários.

Anônimo disse...

O que e descrito pelo autor não e novidade para ninguém, sem falso moralismo...., todos nos já sabíamos ou pelo menos desconfiávamos das estórias infantis. Mas, se podemos transformar o mundo melhor com "estórias" ou "fantasias" onde preguem a paz, a vida e a felicidade para nossas crianças o por que não fazê-lo?. Mesmo que para isso tenhamos que fazer adaptações. Em 850 AD os homens ainda estavam tentando distinguir o certo do errado, o feio do bonito, o "bem" do "mal"...
Somos criaturas em constante mutação e evolução, e com a evolução existiu o discernimento do certo e do errado. Antigamente estas estórias que para nos soa como bizarra eram por ventura(na época)engraçadas, como os Trapalhões em minha época era MARAVILHOSO hoje e visto pelas crianças como patético, por isso o Protagonista do extinto grupo tenta a trancos e barrancos fazer graça de uma forma diferente, repaginando e fazendo uma nova versão, uma nova adaptação do grupo. Não existe nada cruel, nada mau, nada diabólico. A única coisa existente e o tempo, e a humanidade que esta em constante mudança.

Abs, A todos (Sergio Nascimento)

Anônimo disse...

Estou chocada! Não sabia de nenhuma dessas histórias. Esse post ficou tão bom, que só a quantidade de comentários fala por si mesma...
Parabéns! Amei! Vou passar para alguns amigos lerem também...

Anônimo disse...

Hey, adorei o trabalho que você fez, deu uma olhada nas fontes
http://www.surlalunefairytales.com/index.html
achei bastante coisa legal nesse site, mas eu tava querendo achar algum tipo de livro com os outros contos mais antigos, será que não tem nenhum a venda no Brasil? Nem que seja em inglês mesmo

Odete disse...

Pifff...pros anônimos, não estou revoltada! É uma pena as pessoas não conseguirem ler a "emoção" nas palavras escritas...Saberiam que estou bem à vontade, e nem um pouco nervosa. AS PALAVRAS EM MAÍUSCULA, É POR NÃO TER FORMA DE SUBLINHAR O TEXTO...Tem gente que só lê o que convém mesmo, e tem gente que lê os sublinhados, se interessar, lê o resto...É MINHA FORMA DE CHAMAR ATENÇÃO, POIS NÃO???

kkkkkk peguei a mania de um português que conheço, tudo ele fala "pois não??"...é bonitinho!

A DISNEY ESTÁ FAZENDO UM FILME COM PRINCESA NEGRA????????? Ótimo, não fazem mais que obrigação...rsrsrs...Deixe de ser tolo, a crítica não é, e nem nunca foi, de minha parte pra DISNEY, senhorzinho/a malta! Minha crítica é HUMANA! O povo quer colocar culpa nos outros, quando a culpa está em si! Oras, por que NOVELA está no horário nobre?? PORQUE TEM OTÁRIO QUE ASSISTE, E JURA QUE É DIVERSÃO!

Jura que é inofensivo e até "educador"!!!! Pior que isto, só lendo o antigo Notícias Populares...Pq as pessoas assistem novelas??? Só pra se sentirem iguais...não...não só! Mas, de forma geral, a novela mostra que existem muitas pessoas na mesma situação que elas...e blá blá blá...Comodismo, alienação! É a mesma coisa que ler a Bíblia e dizer que seu machismo e homofobia são "leis de deus".

PRA QUÊ PENSAR, SE TEMOS ALGUÉM PRA CULPAR???!!!

Não sabia que precisava explicar o óbvio! Como disse, cada um lê o que quer, e entende como quer! Quem achou que eu estava criticando os contos de fadas, e a DISNEY, DANÇOU!!!

Já ouviram falar de interpretação de texto??? E ainda me mandam estudar, me atualizar...

FALA SÉRIOOOOOOOOOO!!!

Anônimo disse...

BruNêra
Belo post.
Lendo a parte da "buchada" de Branca de Neve e lembrando do clássico "Espelho, espelho meu..." acabei pensando primeiro em Elisabeth Bathory, que se banhava no sangue de jovens encaixotadas em virgens de ferro para que a juventude das mortas passasse para ela e depois em algumas tribos de indíos brasileiros, bem parecidos com a mãe/madrasta da branca de neve, pois devoravam seus inimigos para, literalmente, internalizar as qualidades deles... Me parece que nós só trocamos os métodos (acho que a evolução da ciência deu uma ajudinha nesse ponto, afinal, ninguém mais pensaria em se conservar jovem por meio de sangue jovem!) mas reeditamos esse final, como uma tentativa da madrasta de ser para sempre branca de neve, todo dia, com um monte de mulheres se submetendo às mais modernas torturas para conseguir uma beleza eternamente jovem e artificial.
Maíra Nunes (só com a conta do yahoo.)

Silvia Bassetto disse...

Em primeiro lugar gostaria de parabenizar a Rafaela Freitas e a Waleska Bastos, concordo com vocês meninas.....Lembro-me que durante a faculdade minha professora de Semiologia via pênis e preconceito racial em tudo... e eu juro que tentava ver o que ela dizia que existia "escondido" mas até hoje acho que sou péssima em semiologia....
Em segundo lugar...somente quem não tem filhas para ver maldade em tudo...é ótimo termos os filmes da Disney (mesmo ela sendo uma empresa norte americana) para encantar nossas meninas...as histórias contatadas hoje (as mesmas de quando eu era criança) são lindas, com mensagens positivas para as crianças além de maravilhosas músicas, elaboradas por compositores excelentes...eu particularmente amo A Bela e a Fera. Pessoal vamos divulgar mais a fantasia e o amor...violência tem de sobra nos nossos noticiários.

Anônimo disse...

Odete... de volta p vc: interpretacao de texto!! Leia o comentario inteiro e nao so oq VC quer ler, exatamente a critica q vc fez se volta contra vc!

Quem nao tem nada a dizer sempre recorre a argumentos da ignorancia! é infelizmente uma realidade humana, e vc nao é a unica a cair nessa, mas se fosse vc parava o showzinho antes q seja tarde demais... continuar no erro é burrice!

Odete disse...

Ôooo, Marta Rocha..rsrsrs...não, ainda não li...Mas, obrigada pela referência, vou dar uma pesquisada!

Estudo mais PNL e Memetismo. Subliminares entrou na história, depois que li MÉTODOS DE CONVERSÃO DE FIÉIS. Após uma curiosidade particular, vendo tantas igrejas evangélicas proliferarem, quando a ICAR já estava pousando no muséu...rsrsrs

Aliás, adoro a briga destas duas instituições, pois uma acaba contando o pôdre da outra!

Cheguei à várias conclusões, mas a mais impressionante é o PORQUÊ OS FIÉIS FICAM TOTALMENTE OBSSECADOS POR SUAS RELIGIÕES: lavagem cerebral, através de métodos subliminares (equipamentos de som), associados com PNL(já reparou que os pastores da Universal, principalmente, têm os mesmos gestos de mão e entonação de voz??? PROGRAMAÇÃO NEUROLINGUISTICA, PURA E SIMPLESMENTE), etc...O fiel fica tal qual um DROGADO, não pode mais viver longe da igreja...

E, quando critico os CONTOS EUROPEUS, estou falando: precisamos reescrever a História! A HISTÓRIA É ESCRITA PELOS VENCEDORES, NEM POR ISTO ELA É VERDADEIRA!

Então, por que continuar perpetuando contos europeus, com tanta história no Brasil, por exemplo, pra contar????A História real do Brasil, por exemplo, foi totalmente remodelada, para encobrir as motivações dos genocídios e escravidão ocorridos aqui.

Enquanto o Brasil era politicamente americanizado, as histórias infantis retratavam o que eles comercializavam. E agora?? Graças, mudou o presidente dos EUA, e tb o nosso, tá na hora de contar AS NOSSAS HISTÓRIAS INFANTIS!

Simples assim!

Anônimo disse...

Silvia, concorco com vc, assim como ja falei q concordo com a Rafaela. Hj em dia ser rebelde sem causa parece ser a ultima moda! Fazem de tudo p endeusar as coisas ruins do mundo e acabar "poluindo" oq resta de bom so p ter sobre oq reclamar!!

Anônimo disse...

Reescrever a historia do mundo??? Odete vc é doida msm!! Todos os nossos contos e folclore estao ai em qualquer livraria, internet, locadora p quem quiser ver!! Assim como contos de outros paises e culturas! As historias da disney sao mais vistas pq sao da industria america de cinema q tem um alcance bem maior no mundo todo!Mas se vc quer ver coisas diferentes vai atras!! procure! Vc vai achar! Agora n venha dizer asneiras! Quer dizer q temos q reescrever coisa alguma!!! Vai dizer entao q as historias de machado de assis, graciliano ramos, Jose de Alencar entre varios outros autores consagrados brasileiros, da epoca colonial ou mais atuais tem q ser reescritas tb?? Primo Basilio, Coronel e o Lobisomem, A moreninha, O cortiço e tantos outros classicos da nossa literatura q contam historias de uma realidade tao diferente da nossa tem q ser recontadas p serem inseridas no SEU padrao de qualidade??? Acorda mulher!!
PARA DE FALAR BABAQUICE E VAI ESTUDAR!!!

Anônimo disse...

Odete!! Sinto dizer mas sua ignorancia é abismal!! Contar "NOSSAS HISTORIAS INFANTIS"?? Se vc estiver falando dos nossos contos de fadas, saci perere, curupira, mula sem cabeça etc saiba q esses contos ja sao passados a geracoes e estao em qualquer livraria e so ter curiosidade p ler. Agora se as "historias infantis" q vc se refere sao da nossa realidade no Brasil, eu sinto t dizer mas nenhum pai ou mae com um pingo de consciencia vai ler p seus filhos as "adoraveis" historias de pedofilia, sequestro, escravidao e morte que nossas crianças vivem todos os dias!!

Boa sorte com seus "contos"!!

Odete disse...

ANÔNIMO: Show é da Xuxa!rsrsrs

Estou exercendo o mesmo direito que voce, que é de me expressar! Só respondi, diante de um "p.s." com meu nome. Posso?? Obrigada.

Só o que sei, é que NUNCA FUI UMA CRIANÇA NEGRA, pra saber o que elas sentem, quando vêm todas as princesas brancas, com seus devidos príncipes brancos...Reis e Rainhas brancos...

Mas, vi amiguinhas das minhas sobrinhas, ficarem com os olhos arregalados, tipo, procurando alguma explicação pra aquilo...

Claro, adultos que acham que não existe racismo, e que não tem nada demais, EM PLENO SÉCULO XXI, A DISNEY AINDA VAI FABRICAR UM CONTO DE PRINCESAS NEGRAS; jamais vão entender o que eu quero dizer.

Minha crítica foi óbvia, direta. Não era pra DISNEY, MAS PRA SOCIEDADE EM SI! E, voce parece que se doeu...Vc não acha que a Disney e todas as outras, estão um tanto atrasadinhas, não??

Ao menos no Brasil temos nossos heróis nordestinos, índios...

Vamos nos focar no que interessa, e não ficar mandando os outros se atualizarem, fazendo critica rasa, ok?

dani disse...

ODete [5] x [2] Anônimos

Silvia Bassetto disse...

Só um PS. excelente comentário Max, O Observador.
Quanto ás críticas sobre princesas loiras, de olhos azuis e lindos cabelos lisos (que nunca despenteiam) sugiro então que assistemos Sherk, um conto de fadas onde a beleza externa não importa e que a amizade existe entre pessoas (seres) bem diferentes...um Burro, um Gato e um ogro....
Mas, e esse fosse escrito um conto que retratasse os dias atuais,no nosso lindo Brasil, como será que ele seria?.....

Odete disse...

Pelo jeito aqui tem muito católico e evangélico...rsrsrsrs

Nem vale a resposta!

O dia que um católico, ou um evangélico, quiser saber algo mais, além de sua verdade absoluta; neste dia a HISTÓRIA vai mudar!

Sinto por voces. Mas, nem ligo!

Anônimo disse...

Adorei o público carinhoso do blog, e agradeço pelo "Anôniminho do coração".

Concordo que apresentar referências sempre valoriza o texto. Porém, exigir uma estrutura formal de um blogueiro é claramente injusto.

O verdadeiro trabalho de publicação não é remunerado. Portanto, na blogosfera contamos com um ambiente de improviso colaborativo, onde cada um de nós pode ser responsável por uma parcela do conteúdo.

Valorizem os livros pela sua confiabilidade e a web pela sua dinâmica.

Dani disse...

Faça o que tu queres pois é tudo da lei, da leeei ... viva, viva, viva a sociedade alternativa! Ah e a liberdade de expressão tbm! ;)

viajando um pokinho, jah comentei demais aki, e todo mundo começa a se agredir, aff ainda bem que é soh via web rs

Odete disse...

Ah, já que temos "letrados" no blog, gostaria de perguntar: Quando o Brasil foi "descoberto"???

Como foi??? O Álvares se perdeu e chegou ao Brasil???

Por que aqui já existia uma propriedade portuguesa???

Voce, quando criança, lia Machado de Assis??

Quer dizer que os únicos "contos de fadas" brasileiros que voce conhece são estes que mencionou?? Saci-Pererê...rsrsrs...É, voce assistia "Sítio do Pica-Pau Amarelo"...

E tem gente que fala que os contos brasileiros são terríveis, oras vejam, QUAL É A REALIDADE NOS EUA????????? E NA EUROPA??????? NA CHINA?? HUMMM...VEJAMOS...NA INDONÉSIA? ITÁLIA???????

TALVEZ, A ÁFRICA, ONDE ANTES DA IGREJA CHEGAR ELES TINHAM AS TERRAS, AGORA ELES TÊM A BÍBLIA E A IGREJA A TERRA!!!!

waleska B bastos disse...

Eu particularmente acredito que histórias são histórias. Tem de todos os gêneros,para todos os gostos. Além do quê, a literatura é Universal. Já imaginou se cada continente,país ou cidade se restringisse a ler somente aquilo que diz respeito à sua própria cultura ou realidade?
Que pobreza de espírito. Eu conheço muitas histórias de fadas, também lendas líndíssimas como a do Negrinho do Pastoreio, A lenda da Iara, da Vitória Régia, e até nosso descarado Macunaíma. E são bons hem!
Agora, respeito quem não gosta de determinado tipo de literatura.Isso vai do gosto de cada um e de quanto se tem de horizontes.

Odete disse...

Dani, relax...Quando faltam argumentos, sobram agressões. É típico!

O importante é ativar o cérebro...rsrsrs...Enquanto escrevemos e lemos, paramos de pensar só nos problemas, começamos a vasculhar por soluções!

Abraço!

dani disse...

Odete, gostei desse último agora, apesar de parecer uma ET eu assistia sitio do pica pau amarelo e lia algumas coisas diferentes , rs, mas sei que não foi todo mundo aqui que fez isso, e acho q eh questão de gosto tbm, vai saber

*agora eh o ultimo coment q faço, jah tou ficando confusa xD

Juliana disse...

Agora eu vou ter q concordar com o "anonimo" Odete! hehe Falar q a disney esta atrasada foi bola fora! Os filmes datam desde 1930!! Os mais novos sao os da Pixar, esses em 3d tipo Procurando nemo etc, nada a ver com os "classicos disney" das princesas. Vc ta colocando lenha na fogueira por nada... alem de serem filmes de contos de seculos atras foram refeitos ainda numa sociedade mto diferente da nossa. Sao classicos cinematograficos, pela historia e pelo representam em termo de cinema p espoca em q foram feitos. Claro q o preconceito ainda existe, mas n acho q tenha nada a ver com os filmes ou contos de fada. Esses so contam historias de uma epoca q nao é mais a nossa, n tem pq brigar com isso.

E falando em preconceitos, se vc é tao ferraz em lutar contra eles q ainda assolam a humanidade, seu comentario sobre "catolicos e evangelicos" nao pareceu um tanto preconceituoso?? P alguem q ate agora defendeu com tanto fervor a aceitacao de diferenças esse comentario seu pos tudo a perder...

Juliana

Anônimo disse...

Ô Odete a gente já ficou amiguinha, né? Então se toca, mana, o pessoal tá com razão... O que não falta é talento brasileiro de nossos escritores principalmente do início do séc XX, como já foi citado. E atualmente temos gente de peso como Lygia Bojunga, Marina Colasanti, Ana Maria Machado (só prá citar mulheres), contando nossa realidade com arte e poesia!
Faz uma coisinha por mim, faz... vai tomar uma aguinha (esse negócio de não ter mais trema não vai dá ceto...rssss!) e depois volta com a cabeça mais fresquinha que a turma te adere! hehe!

dani disse...

tá vendo é disso que falei acima ... já estou simpatizando com a Odete, e nem tava no começo, vale a pena discutir quando é p somar ideias, mudar algumas. Abraço Odete!

Rafaela Freitas disse...

Acho que o grande problema do post foi recorrer à história pra comprovar um ponto de vista, mas sem utilizar da mesma história pra contextualizar os fatos.
O que quis provar mostrando essas origens? Que mesmo as histórias atualizadas e voltadas paras as crianças de hoje em dia são maléficas por terem sido inspiradas em contos brutais? Ou acha hipocrisia as histórias mostrarem um "viveram felizes para sempre" quando a original não é assim? Qual é o objetivo disso afinal? O que quer provar?
As pessoas gostam de sexualizar, brutalizar as coisas de bom que ainda restaram.
Com a internet hoje se consegue pornografia de forma rápida, fácil e grátis. Pq se preocupar se um desenho, para você, parece um pênis escondido se não é isso que a criança está procurando? Uma criança é capaz de ver um bicho cruzando e não saber o que estão fazendo.
Acho que a mente das pessoas é que está doentia.
Se esforçam pra provar que os contos de fadas são, na verdade, coisas ruins que não têm mensagens boas para passar e no final do dia ligam a tv e assistem BBB. Nem vale a pena tentar entender o que se passa na cabeça de gente assim, que tipo de preocupação é essa.
Não querem que a criança seja exposta a coisas possivelmente pornográficas, mas também acham errado deixa-las vendo contos com lição de moral, magia, temas infantis e finais felizes por acharem que é fantasioso demais e pode fazer com que as crianças criem expectativas demais. Que diabos querem entao? Que mostre as coisas que existem ou que tentem fazer com que a inocencia e infancia durem mais?! Não entendo o objetivo disso...Mas cada um tem uma opinião e segundo alguns aqui eu devo ser uma pré adolescente raivosa que não respeita o que os outros pensam e não sabe conversar sem ofender, mas a real é que eu não entendo esses pensamentos dos outros.

Anônimo disse...

Identificando, Odete! A "amiguinha" q falou antes é a "Marta Rocha", tá? rsrsrssssss!!

Jean disse...

MEu eu achei muito interessante este post...
Estes contos em suas versões antigas daria
ótimos filmes de suspense e terror.
Seria muito bom se fizessem estes contos abordando a história deste modo. Desta forma conseguiriamos, ver a cultura da época....
Seria no minimo interessante!!!!!!!!!!!
abrçs

Anônimo disse...

Nao Odete, eu n li Machado de Assis quando era criança, mas sim na minha adolescencia e ate hj, assim como outros autores brasileiros e estrangeiros. Na minha infancia vi mtos, se nao todos os filmes da disney, e ate hj os adoro, p mim sao eternos classicos, tb assisti a noviça rebelde, mary poppins e todos o filmes "felizes" q uma crianca poderia ver e tive uma infancia sem qualquer lembrança ruim ou consequecias nefastas! Escutei historias do nosso folclore pela minha avo e pelos meu pais, sei varias. Assisti chaves, cavalo de fogo, caverna do dragao e varios outros desenhos da geracao 80. Nao assisti Sitio do pica-pau amarelo mas n vejo problema algum com quem tem esse programa como lembrança da infancia... alias é oq parece q vc n tem! Boas lembranças da sua infancia, pois vc so faz questao de criticar e dinimuir as coisas q fizeram e ainda fazem milhoes de criancas felizes e com a capacidade de sonhar. Se vc n teve isso so posso sentir pena de vc...

E so p constar sou Ateu, e achei seu comentario sobre as religioes de extremo mal gosto e pasme PRECONCEITUOSO! Quem diria, como disse a Juliana, perdeu toda sua argumentacao de "salvadora dos negros e ignorados"!!
Mas fazer oq ne... ignorancia é uma m... msm... aproveite!

Odete disse...

Pois é, então...

Juliana, se notar o que escrevi, verás que não é preconceito meu, já que falei sobre métodos de conversão, que origina OBSSESSÃO! Todo católico e evangélico obssecado, fundamentalista, é produto de lavagem cerebral.

É o mesmo método usado pra fabricar terroristas. Terrorista não é só aquele que joga bombas, certo? Existem várias formas de terrorismo. Tem gente já morreu, só falta deitar, por achar que o mundo é ruim e só "deus salva"...O método Paraíso é o melhor: a felicidade está no além, deixe aqui suas riquezas...

Veja, estamos falando de fundamentalismo, efeitos subliminares e subconscientes de certas "verdades" perpetuadas. Não de religião, em si.

Quem tem uma religião, e é espiritualizado, não precisa brigar por ela. Só briga quem é obssecado! Entendeu?

Agora, com relação às críticas, vamos combinar: ou não leram o que escrevi, ou querem causar!!!!

EU ELOGIEI OS CONTOS BRASILEIROS! EU ELOGIEI O BRASIL, quando muitos estão escrevendo: que contos há no Brasil, que se possa contar às crianças?????? Oras, e o povo vem falar da cultura brasileira como se fora um ataque a mim!!! kkkkkkkkkkkkkkk tem que rir mesmo!

QUANTO À DISNEY, CONTOS DE FADAS, tudo esta relativizado, quanto à sua origem e FUNÇÃO! Ou estou enganada????????????

Errei o post??????????

Se não, então estou certo em afirmar que a DISNEY ESTÁ ATRASADA! Esta reeditando clássicos, e agora vai lançar um com princesa negra.

Eu adoro a Disney, e assisto até hoje seus filmes, junto com meus sobrinhos. Só por isto não posso ver o óbvio?????????

É como eu amar alguém, e não poder ver seus defeitos...

Agradeceria se lessem o que escrevo com mais atenção...Será que me expressei mal?? Pode até ser, mas reli e não vi isto...

Coloquei meu olhar sobre a questão. Se causou polêmicas, é porque o assunto é polêmico!

Abraços!

p.s: Dani, voce é show!

Anônimo disse...

Parece que a discussão original está se desviando,dando lugar a uma discussão religiosa?
Religião, política e futebol....não tem acôrdo.
É praticamente imutável.

Anônimo disse...

Márcia diz...

Rafaela tiro o chapéu prá vc e endosso suas palavras.
Precisamos saber que os olhos só vêem o que é de seu "mundo partilhado", ou seja, uma cça JAMAIS compreenderá o mundo dos adultos como eles próprios. Por isso me preocupo muito com a falta de alternativas de lazer na maioria das famílias brasileiras, restando apenas a TV (meio mais acessível)onde cd vez mais as cças estão "entrando" nos dramas adultos sem saber como resolvê-los no seu mundo interior, produzindo altos níveis de ansiedade que depois transforma-se em violência (fulano era tão calmo...), que é na verdade um outro estágio de mecanismos de defesa humana... Mas isso já uma outra história.
Resumindo, OS CONTOS DE FADAS SÃO IMPRESCINDÍVEIS NA ATUAL CONJUNTURA DE VIOLÊNCIA EXPLÍCITA. Eles fazem o papel de PARA-QUEDAS para nossas cças. Quem tem filhos sabe do que estou falando...
A Rafaela deve ser incentivada a escrever sobre sua forma de pensar.
Sou escritora de lit. infantil, além de psicóloga e luto pela beleza e poesia.
Termino lembrando Berthol Brecht qdo diz: "Que mundo é este em que falar de flores é quase um crime..."
Márcia

Anônimo disse...

agora ela ta se contradizendo p justificar as babaquices que escreveu!! hauahauha
COITADA!!

Cansei de argumentar com ignorantes!! P mim vc esta tao alienada qnto esses religiosos cegados q vc tanto fala!! Nao tem pq tentar abrir os olhos de pessoas assim! Estao imersas na "cegueira branca" da ignorancia!

Ps: Rafaela, mais uma vez, 100% t apoio!

Anônimo disse...

Mariana disse...

Marcia e Rafaela! Faço minha as suas palavras!É gratificante ver q ainda existem pessoas assim no mundo e principalmente no brasil onde nossas crianças precisam desesperadamente de um "para-quedas" moral!

Mariana

Rafaela Freitas disse...

Amo essa frase do Brecht!
Como disse antes esse papo me lembrou o "Em Busca da Terra do Nunca", mas também me lembrou o "Labirinto do Fauno". Ambos filmes de drama, o segundo é chocante, mas que têm um lado doce, um lado inocente, a parte da visão das crianças, da parte dura de amadurecer. Nos dois o conto de fadas tem um papel importante, que é o que segura ainda a inocência, a esperança nessas crianças. Não são história que alienam, são histórias que confortam. O que seria um "felizes para sempre" pra vocês? Não é isso que buscamos incessantemente? A felicidade? Não é pra isso que estudamos, que procuramos bons empregos, que nos esforçamos todos os dias? Não queremos todos encontrar um grande amor? Então pq é errado despertar essas vontades? Pq não se pode realizar numa história ficticia? Não queiram tirar a magia das coisas...Todo mundo precisa disso. A realidade por si só é chata e deprimente demais.

Odete disse...

Marta Rocha...sorry, Marcia Rocha, sei que a amiguinha era voce.

E ESTA VAI PRA VOCE, querida psicóloga:

Um dia vieram e levaram o meu vizinho que era judeu.
Como não sou judeu não me incomodei.

No dia seguinte, vieram e levaram
Outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei.

No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.
Como não sou católico, não me incomodei.

No quarto dia, vieram e me levaram;
Já não havia mais ninguém para reclamar


De Bertold,que voce gosta...Embora, segundo me conste, ele não é o autor. Mas, estas palavras ficaram eternizadas por ele!

então, né...

waleska B bastos disse...

Marcia, concordo plenamente com você. Acho os contos de fadas, as lendas, as fábulas, de extrema importância para as crianças. Aliás meu trabalho de término de curso de Pedagogia foi exatamente a importância da leitura na infância. Há um tempo para sonhar e há um tempo para a realidade. O direito à fantasia, ao sonho, ao bem vencendo o mal,é fundamentalmente inerente à infancia. A realidade vem com o tempo.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 412   Recentes› Mais recentes»

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo