terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Avatar Sherman

O Dia em Que a Terra Parou

  odiaemqueaterraparouposter

Pessoal, é verdade que esse filme nem está na minha lista dos imperdíveis do ano, mas na minha ida ao cinema desse final de semana, junto com minha namorada, não tinha muita opção pra ver. Foi aí que decidimos (com uma certa pressão minha) assistir a O Dia em Que a Terra Parou… e não me arrependi. Pelo contrário, o filme me surpreendeu com tudo que um filme de ficção tem que ter: coisas estranhas, o exército americano tentando lutar contra o invasor. Essas coisas de filmes sci-fi. Mas o que me deixou de boca aberta foi como que Keanu Reeves ficou assustador como o alienígena Klaatu, com um olhar frio, e ausência de alma, até parece um ser de outro mundo.

Mas, o problema do filme é que é um remake, e como tal, ele não tem nada de novo com relação ao conteúdo. A única diferença fica por conta do elemento causador da missão de Reeves. Nesse remake, o alienígena vem avisar para os humanos que eles estão acabando com o planeta, o que difere do original (o original é de 1951, um dos momentos-chave da Guerra Fria) que se centrava nos seres humanos se matando em guerras. Como o próprio Klaatus fala no filme, ele é amigo do nosso planeta e sua missão é acabar com seus habitantes para que a Terra sobreviva... louco em.

O filme também tem efeitos especiais de primeira, além de Jennifer Connelly fazendo o papel de uma cientista, que vira uma amiga do alienígena e que acredita que ele possa perceber que a população mundial ainda merece uma chance. Mas, além de Reeves e Connelly, outros estão muito bem no filme. É o caso do filho de Will Smith, Jaden Smith, como o mal criado enteado da Doutora Benson (Connelly), que sempre fala no pai morto e tem uma certa mágoa da madrasta. Nada surpreendente vindo do filho de Will, com quem fez sua estréia no drama A Procura da Felicidade. Outra do elenco é a ganhadora do Oscar Kathy Bates, como uma durona secretária de segurança dos EUA, que manda diálogos chatos (propositais) como um: "Eu estou no comando", ou toma um esporro do Presidente.

A direção é de Scott Derrickson (o mesmo de O Exorcismo de Emily Rose) aqui mostrando que pode dirigir qualquer tipo de filme, com uma câmera perfeita, ângulos eficientes. Ainda por cima, ele sabe mexer com efeitos especiais. Não é genial, mas cumpre bem o seu papel.

 

dia_1

dia_2

dia_3

Já ia esquecendo: um atrativo a mais no filme, é o Robô guarda-costa de Klaatu. O bicho é sinistro mesmo, beleza devo aparece por aqui ainda essa semana falando de um dos filmes indicados ao Oscar 2009 e começando um especial sobre a festa do cinema mundial Valeu!

 

The Day the Earth Stood Still (EUA, 2008)

Diretor: Scott Derrickson

Duração: 104 min

Nota: 8,0

9 Comentaram...

victor disse...

Você foi pago para falar bem deste filme?
Pq ngm que eu conheço gostou dessa porcaria... É o pior filme do ano, uma bosta mesmo, desperdicei meu dinheiro...

Leandro Sherman disse...

Poxa meu amigo não fazemos esse tipo de trabalho aqui no blog, não samos pagos pra falar bem ou mal de filmes falamos por que gostamos por isso pode confiar na gente mas cada um tem uma opinião!

Ricardo Rente disse...

Olá Sherman. Sou Ricardo, editor do blog Território Nerd e é a primeira vez que visito o blog de vocês. Não pude deixar de não ler e não comentar o seu texto sobre esse filme pois você teve uma percepção completamente diferente da minha, e isso é show! Já tinha lido boas e más textos sobre o filme que de fato já concorre a um dos piores do ano.

http://www.territorionerd.com/2009/01/o-dia-em-que-terra-parou.html Aqui vai o link do meu texto lá no TN e gostaria que você desse uma olhada. Eu dei nota 1 e tu nota 8! Hahaha demais!

Abraço ae!

Andrine disse...

Cara... esse filme é um LIXO!!
Mas um filme que só teve propaganda, nada de novo... !!
Você é a primeira pessoa na face da Terra (não contei os Et's) que gostou do filme =p

X-Kuei disse...

"Keanu Reeves (...) com um olhar frio, e ausência de alma, até parece um ser de outro mundo."

Não, esse é só o Keanu Reeves tentando atuar. Vide "Hardball", etc.

Nem vi o filme, mas deve ter sido a melhor escolha pro papel, descontando Steven Seagal.

Leandro Sherman disse...

Cara se essa é sua opinião não posso fazer nada, o filme é bom mesmo no que ele se propõe.(não sabia que Et's estão vindo pra Terra assistir filmes no cinema...por favor)

sdm disse...

O filme deveria abordar questoes mais profundas dos prós e contras para o fim da humanidade..o elo familiar q deveria demostrar isso é uma merda.Deixou de lado dialogos e argumentações bem vindas para mostrar pouco mais de 1 hora e meia de e efeitos especiais.

Heleno Almeida disse...

Gostei do filme, e ao contrário dos demais - vi o filme original (1952), e vi que em sua essência, o filme novo é tão bom quanto o original. Agora abordando temas atuais: crise ambiental, o 11/09, o nervoso mercado financeiro mundial e o homem (americano) que sempre tenta destruir aquilo que não entende...

O único pecado do filme foi ter sido curto, superficial em alguns momentos - eu gostaria de visto mais. O pseudo romance do alienígena e a humana não ganhou destaque na versão nova - bola fora pro roteiro do remake.

O robô ORB constituído por pequenos insetos mostra um novo lado da ciência que ainda está a caminho: NANOTECNOLOGIA.

Nota 8,0, confirmo!

The J.r disse...

o filme é bom,e merece uma nota 8,0

Postar um comentário

Mostre que é nerd e faça um comentário inteligente!

-Spams e links não relacionados ao assunto do post serão deletados;
-Caso queira deixar a URL do seu blog comente no modo OpenID (coloque a URL correta);
-Ataques pessoais de qualquer espécie não serão tolerados.
-Comentários não são para pedir parceria. Nos mande um email, caso essa seja sua intenção. Comentários pedindo parcerias serão deletados.
-Não são permitidos comentários anônimos.


Layout UsuárioCompulsivo